Nova cracolândia pode estar surgindo em Petrolina; autoridades se manifestam

5

Depois da ‘cracolândia’ nas imediações da Rodoviária de Petrolina, no Bairro Gercino Coelho (zona leste), um novo espaço em plena área central da cidade já está tirando o sossego de moradores e comerciantes. O trecho fica próximo às Travessas Padre Fraga e Abílio Dias. A reportagem do Blog foi conferir de perto essa nova problemática e flagrou, à luz do dia, um movimento considerável de traficantes e usuários de drogas no local.

Agora está tranquilo, mas passe à noite. Ficam uns duzentos subindo e descendo. Fazem suas necessidades pela rua. Gritam berram, brigam. É um inferno”, revelou uma moradora, que pediu anonimato, exemplo de todos os outros que aceitaram dar depoimentos à equipe do Blog.

Uma jovem prostituta que faz programa por lá revelou seu medo. “Eles afastam os clientes, querem vir pra cima da gente, tomar nosso dinheiro. Estamos todas assustadas, mas nós só estamos trabalhando“, afirmou.

Um comerciante do local – que também é ocupado por camelôs – informou que a polícia aparece, mas não permanece por muito tempo. “A polícia vem e vai embora. E eles (viciados) voltam toda hora. Aqui tem mais drogado agora que na Rodoviária de Petrolina“, lamentou.

5º BPM

Por meio de nota, o comando do 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM) informou o Centro já faz parte do cronograma de atuação ostensiva e preventiva do 5º BPM, através do Policiamento Motorizado do Grupamento de Apoio Tático Itinerante (Gati), das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam), além das viaturas de área.

O comando argumentou também que essa é uma questão que envolve outros entes públicos. “Ressaltamos que várias ações repressivas já foram desencadeadas, onde traficantes e usuários já foram conduzidos à delegacia, bem como grande quantidade de droga já fora apreendida. Salientamos a necessidade dos poderes constituídos tratar o caso também como de Saúde pública, pois quase que diariamente usuários de drogas são encaminhados à polícia judiciária, e por questões legais, liberados posteriormente, retornando ao ciclo do vício”.

Prefeitura

Também por meio de nota, a Prefeitura de Petrolina destacou ações que vêm sendo feitas respectivamente pelas Secretarias de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDESDH) e de Saúde.

Confiram a íntegra da nota:

A Prefeitura de Petrolina informa que disponibiliza diversos serviços de proteção a este público, entre eles o Centro Pop. No local, as pessoas em situação de rua tomam café da manhã e também recebem fichas diárias para almoço e jantar no Restaurante Popular. Além disso, o espaço oferece oficinas de artesanato, confecção de sabonetes e aulas de música.

O Centro Pop também disponibiliza local para banho e lavagem de roupas, doação de roupas e serviços como cadastramento para o programa Bolsa Família, além de encaminhamento para a recuperação de dependentes químicos, caso seja necessário.

Além disso, as equipes da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos também fazem um trabalho contínuo para identificar possíveis usuários de drogas e, assim, encaminhá-los para recuperação. Vale ressaltar que este é um trabalho de conscientização, uma vez que ações de recolhimento podem ser tomadas apenas pelas autoridades policiais.

Já sobre os serviços voltados aos usuários de álcool, crack e outras drogas, a Secretaria de Saúde explica que existe no município os Centros de Atenção Psicossocial – CAPS. O CAPS AD III funciona 24 horas e acolhe usuários acima de 18 anos; já o CAPSi atende crianças e adolescentes, e funciona em horário comercial.

Os Centros de Atenção Psicossocial oferecem oficinas de arte, consultas com profissional médico psiquiatra, acompanhamento psicológico e diversas atividades terapêuticas com o intuito de oferecer um tratamento integral àqueles que sofrem com o uso/ abuso de drogas.

Outro serviço também oferecido pela Prefeitura de Petrolina é o programa Consultório na Rua.  De segunda a sexta-feira, das 14h às 20h, uma equipe de profissionais percorre todos os bairros da cidade, dando ênfase em locais conhecidos por aglomeração de pessoas em situação de rua, realizando assistência médica, atendimento psicológico, redução de danos à saúde, entre outros serviços. No período de janeiro a novembro de 2017 foram feitos cerca de 5 mil atendimentos em Petrolina.

PMP/Ascom

5 COMENTÁRIOS

  1. Falaram falaram falaram e não disseram nada. Eis os programas de governo que fica ao Léo. Tudo às claras e a ignorância do poder efêmera virando os olhos.

  2. “O Centro Pop também disponibiliza local para banho e lavagem de roupas, doação de roupas e serviços como cadastramento para o programa Bolsa Família,…”
    Esses órgãos e sociais (Vamos chamar assim) não faz e não sabem de nada, tudo se resume a isso supracitado. Os caras estão lá usando drogas, incomodando a população, roubam e ai qual a solução pra isso? Ora, leva eles pra tomar banho, lavar roupa, dar roupas novas e ainda dá pra eles o bolsa família! kkkkk, muito engraçado. Enquanto isso existem famílias precisando e não conseguem esse mesmo bolsa família porque as vagas estão ocupadas pelos delinquentes!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

3 × cinco =