Mulher é agredida pelo próprio companheiro dentro de hospital

1
Foto: Ascom PMP/GCM divulgação

A viatura da Patrulha da Mulher, vinculada à Guarda Civil Municipal (GCM) de Petrolina, recebeu no dia de ontem (20) uma solicitação inusitada. O serviço de assistência social do Hospital Dom Malan (HDM)/Imip, acionou a equipe para socorrer uma mulher que foi agredida pelo próprio companheiro, dentro da unidade médica.

Segundo informações da GCM, a vítima estava acompanhando o filho de um ano e um mês, internado com diagnóstico de bronquite. Ela denunciou à equipe do hospital ter sido agredida pelo parceiro, de 32 anos, quando este esteve na unidade para lhe entregar roupas. Segundo relatos da mulher, o acusado apertou-lhe o braço, tomou o aparelho celular e a ameaçou de morte, caso ela fosse prestar queixa de agressão na delegacia.

Depois disso o homem deixou a enfermaria antes que a patrulha chegasse. Na Delegacia da Mulher, para onde foi conduzida pela GCM, ela relatou que já sofria violência doméstica há muito tempo e tinha, inclusive, uma medida protetiva em seu favor. “Ele disse que ia mudar de comportamento, que ia voltar pra igreja e eu acreditei e retirei a medida protetiva. Agora não acredito mais, e não volto mais pra ele, não”, desabafou. A mulher, agora, está numa casa de abrigo até que a Vara de Violência conceda medida protetiva novamente. A Patrulha da Mulher visitou o agressor para reaver o celular e a chave da casa da agredida, mas ele está em liberdade.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome