Morador denuncia despejo de dejetos humanos de residencial em Juazeiro direto no rio; SAAE responde

0

Os dejetos humanos do Residencial São Francisco, do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, em Juazeiro (BA), estariam sendo despejados sem tratamento no Canal do Macarrão, que percorre alguns bairros da cidade e passa ao lado da Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Edivânia Santos Cardoso, no bairro João XXIII. A denúncia é do comunitário Misael Martins da Silva. Ele informou a este Blog que já acionou a justiça e o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema).

O problema se agravou há cerca de 15 dias. Segundo Misael, que mora no João XXIII há vários anos, “um ‘mar de merda’ tomou conta do canal e fica ao lado de uma creche e do Colégio Modelo. Isso é um absurdo. É uma questão de saúde pública e eu espero que a Promotoria tome as medidas cabíveis”, comentou, através do WhatsApp do Blog.

Segundo Misael, o cheiro no local é insuportável e toda essa sujeira vai parar no Rio São Francisco. “As fezes ficam boiando e exalando um cheiro insuportável. Tudo isso vai parar no nosso rio. Nem os vereadores, nem o SAAE, nem as autoridades parecem fazer nada para mudar essa situação”, lamenta.

Resposta

Sobre o assunto, a reportagem do Blog entrou em contato com a assessoria de comunicação do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Juazeiro, que afirmou o seguinte: “com as obras do esgotamento sanitário em andamento em diversos bairros de Juazeiro, pode ser que algum emissário tenha se rompido e provocado o vazamento no referido canal, já que nem todas estações elevatórias estão em funcionamento“.

A nota ainda destaca que o SAAE assumiu nessa gestão  a obra do saneamento básico que havia sido paralisada desde 2007, por conta de uma investigação da Polícia Federal, e está com várias frentes de serviços na construção de 20 estações elevatórias de esgoto, emissários, redes condominiais e domiciliares, além da ampliação da estação de tratamento de esgoto, que está tendo sua capacidade duplicada para receber todos os dejetos. “Com a obra do saneamento Juazeiro estará 95% saneada até o final de 2016″, finaliza a nota. (foto/divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome