Mobilização de servidores na área externa da Casa Plínio Amorim barra votação de projeto de lei referente ao reajuste salarial

0

A mobilização dos servidores públicos municipais de Petrolina barrou a votação do Projeto de Lei referente ao reajuste salarial, na manhã desta terça-feira (29) na Casa Plínio Amorim. Em assembleia geral extraordinária na área externa da Câmara de Vereadores, os servidores pressionaram o Legislativo e o Executivo.

O Sindsemp recusa a proposta de reajuste de 5% apresentada, já que o Executivo adotou apenas o reajuste para a educação de 10,67% mais 0,49%. Os trabalhadores seguem com a proposta apresentada pelo Sindsemp desde dezembro de 2015, que aponta um aumento nos vencimentos de 12,67% – 10,67% de restituição geral da inflação e 2% de reajuste.

O presidente do Sinsemp, Walber Lins, pediu aos vereadores a prorrogação da apreciação do projeto para esta quinta-feira (31), com o intuito assegurar o debate sobre a proposta apresentada pelo Executivo, que segundo ele, não atende a expectativa do servidor.

O Projeto foi retirado de pauta, e os diretores do Sindsemp agendaram uma reunião com os vereadores, às 11h desta quarta (30) na Casa Plínio Amorim para discutir a proposta do Sindicato. A categoria não descarta uma greve, mesmo levando em consideração que será o último recurso adotado. Os servidores querem a aprovação do PL em consonância com o cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal, que resguarda o direito do reajuste anual. (foto/divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

um × um =