Mais de 350 reeducandos são qualificados pela Seres e Teleport durante a pandemia

0
Foto: Divulgação/Seres

A Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), numa parceria com a Teleport Educacional, está ofertando cursos de requalificação para os reeducandos nesta época de pandemia do novo coronavírus (Covid-19), em que as escolas prisionais estão com as aulas suspensas.

Os cursos, reconhecidos pelo Ministério da Educação, começaram na segunda quinzena de março. Até esta terça (12) foram qualificadas 373 pessoas privadas de liberdade. Outras 295 estão em fase de conclusão.

Oito unidades prisionais da Região Metropolitana do Recife e Interior fazem parte da ação. Os dois presídios com maior número de qualificados foram o Juiz Antonio Luiz Lins de Barros, no Complexo do Curado (150), e o de Igarassu, na RMR, com 140 certificações. “É uma forma de manter a capacidade cognitiva dos presos ativa e garantir a certificação e redução de pena já que, por prevenção ao Covid-19, as atividades foram suspensas temporariamente”, ressaltou o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

As áreas oferecidas nos cursos são: Empreendedorismo, Vendas, Recursos Humanos, Logística, Marketing, Manutenção de Micro e Inglês Básico. Com exceção do de inglês, que tem 80 horas, os demais possuem 40 horas aulas. A parceria com a Teleport foi viabilizada pela Superintendência de Capacitação e Ressocialização/Seres, por meio da Gerência de Educação e Qualificação Profissionalizante. Os participantes têm direito a certificados e remição de pena.

Unidades participantes

As unidades que participaram são o Presídio de Igarassu, Presídio Juiz Antonio Luiz Lins de Barros (Complexo do Curado) Colônia Penal Feminina de Buíque, Centro Regional do Agreste (Canhotinho), Penitenciária de Itaquitinga, Penitenciária Juiz Plácido de Souza (Caruaru), Penitenciária Doutor Edvaldo Gomes (Petrolina) e Presídio Advogado Brito Alves (Arcoverde).

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome