Leitor do Blog reclama de abuso de som na madrugada

por Carlos Britto // 10 de maio de 2009 às 14:00

splimage0011Prezado Carlos Britto,

Neste momento, 1:30 da madrugada, passa na orla de Petrolina um ônibus, com som ligado a toda altura com músicas referindo-se as mães.

O ônibus, acompanhado por diversos carros estacionou no posto que fica na Orla II e acordou todos os moradores das proximidades!

 Uma verdadeira falta de vergonha para com os cidadãos petrolinenses que querem e têm o direito do repouso noturno. Desfila calmamente pela orla com som aos extremos.

Como em outras oportunidades já o vimos fazendo parte de eventos da Prefeitura Municipal, será que o mesmo foi contratado pela Prefeitura para tal desserviço com a sua comunidade?

Com a palavra as autoridades competentes sobre o referido inferno astral ambulante!

Jailson Lira

Leitor do Blog reclama de abuso de som na madrugada

  1. José Lindomar disse:

    Infelizmente grande parte das pessoas não sabe o que é viver em sociedade.

  2. EU disse:

    Jailson acho que vc está muito estressado…
    esse onibus que vc fala, é o de Sivuca…pessoa que é petrolinense de nascimento tem um profundo amor por todas as coisa da cidade e nada tem a ver com a Prefeitura. param de atribuir o que se passa á prefeitura.
    Vamos reconhecer e falar a verdade o que não está acontecendo pelos comentaristas deste blog
    Seb=ntimento de mãe é para qye realmente se grite ao mundo, principalmente qdo não se tem mais a sua mãe , como é o caso de Sivuca , que amou muito sua genitora.tem o meu apoio, e deixe de ser rancoroso sem sentimento, pois estamos cansados disso….queremos amor e pessoas que falem de amor…nem que seja gritando!!! !ouça! era para vc que tem mãe e não parece….!

  3. Julieta, a mulher o Romeu disse:

    sniff, sniff…

  4. Romeu, o marido da Juliana Paes disse:

    Buááááááááááá!!!!!!!……..

  5. JAILSON LIRA disse:

    Prezado Amigo,
    Gosto tanto da minha mae quanto voce gosta da sua e o SIVUCA da mae dele; que Deus a tenha! Agora acordar moradores a 1:00h da madrugada com o som de um inferno astral gritando MAMAE!! MAMAE!! é abusar e desrespeitar o cidadao Petrolinense. É caso de Polícia e nada ter a ver com ser ou nao nascido e criado em Petrolina.
    Em minha residencia acordamos todos! no predio em que moramos todas as luzes se acenderam…
    Desculpe-me se rancor e falta de sentimento tem a ver com o que passamos nesta noite…
    Se a Prefeitura municipal nada tem a ver com a orgia, melhor ainda pois nao sera responsabilizada por tal desagravo…
    Agradecemos o espaço e a atençao ao signatário do Blog.
    JAILSON LIRA

  6. ANONIMO POREM JUSTO disse:

    concordo com ‘EU’ q ainda faltou falar q mais de 600 presentes foram distribuidos entre as mães carentes de diversas bairros por  onde a frevuca passou… parabéns Sivuca e sua turma do bem…e som na caixa….

  7. indignado disse:

    É realmente revoltante como alguns individuos dessa cidade não tem a menor noção de civilidade ou de qualquer coisa que seja no minimo ridiculo. Moro aqui nesta cidade a alguns anos, e sempre que penso que já vi tudo, esses cretinos me provam o contrario. Ontem a noite fui acordado com um espetaculo deprimente de um onibus com o som a toda altura a circular pela orla, como se fosse sua propriedade particular. Não interessando se aquelas horas da madrugada poderia haver crianças, pessoas doentes ou até mesmo alguem que não estivesse interessado em ver aquele ridiculo espetaculo de ignorancia provinciana. É certo que a sociedade hoje se mostra cada vez individualista e todos hoje acham que o mundo é seu, mas os retardados que estavam naquele onibus, tem absoluta certeza que isso é verdade……Fica aqui o meu protesto contra esta total falta de bom censo.

  8. AVELAR AMADOR disse:

    Para Deyze Amador e todas as mães que se foram…

    Por que Deus permite que as mães vão-se embora?
    Mãe não tem limite, é tempo sem hora,
    luz que não apaga quando sopra o vento
    e chuva desaba,
    veludo escondido na pele enrugada,
    água pura, ar puro, puro pensamento.

    Morrer acontece
    com o que é breve
    e passa sem sem deixar vestígio.
    Mãe, na sua graça, é eternidade

    Por que que Deus se lembra – mistério profundo –
    de tirá-la um dia ?
    Fosse eu rei do Mundo,
    baixava uma lei:
    Mãe não morre nunca,
    mãe ficará sempre
    junto de seu filho
    e ele, velho embora,
    será pequenino
    feito grão de milho.

    Carlos drummond de Andrade

  9. Watergate disse:

    nascer aqui e gostar da mamae nao da direito a NINGUEM de acordar terceiros.
    se nao ninguem dormia mais nessa cidade.

  10. joel silva disse:

    Nós filhos de petrolina temos que suportar esses bossais cheios de dengo que com certeza são forasteiros, bem como não foram chamados para cá , e sim vieram por causa do progresso da cidade e se deram bem por aqui , se não estão se adaptando com as tradições da cidade, nos façam um favor , nos deixem em paz e vão viver suas vidas conforme seus conceitos bem longe daqui!!!!!

  11. Sergio damasceno disse:

    Ah!!!! e foi o Sivuca??? do frevuca????ele pooooode.com certeza minha mãe gostou…Façam-me o favor, no domingo do Dia das mães e vocês queriam dormir até tarde…Da próxima vez acordem mais cedo e vão dar um beijo gostoso na mamãe de vocês…

  12. frank aguiar disse:

    O som realmente incomoda, mas, no estado de coisas que anda a adm pública de petrolina, muitas outras irregularidades são cometidas, veja a situação do transporte coletivo, virou bagunça…..
    Tem um empresário do ramo que veudeu a linha para kombeiros.
    Pode? qual a posição de epttc, que até onde se sabe é reguladora do transporte urbano?
    Sem se falar do mototáxi, uma anomalia do interior mais pauperrimo do mundo……..

  13. Edvaldo de Petrolina disse:

    Nois que semo fio de petrolina não se incomodemo do sivuca tocá na orla pois nos mora e outro bairro mermo, num é “joel silva. ” afinal quem divia de morar na orla era nois e não eles…..os foresteiros… e dia de mãe é dia de mãe……

  14. Forasteiro da Orla disse:

    Essa foi boa….ahahahahahahaa !!!!!!

  15. Watergate disse:

    Quem mandou ficar comendo bode o dia todo e nao estudar ?
    agbora deve morar na cohab, no quati, ou mesmo no joao de deus.

  16. Eu tbm disse:

    … contunui Sivuca a sair nos dias de Natal, Mães e pais, pq vc faz com ajuda de muitos amigos, muitas pessoas felizes pois gratuitamente faz caridade. Qdo se trabalha para pobre as pessoas incomodam muito, ….mas continui assim Sivuca, e outros poucos, …” Jesus falou assim : ….estava ….. e foste me visitar…. “

  17. Opara disse:

    Essa turma da Orla não pode escutar um barulhinho e já ficam estressado. Qualquer dia vão pedir para que as águas do São Francisco para de se movimentar, e que o vento não faça mais barulho. Na verdade, eles se irritam com tudo. Certamente são servidores públicos que por aqui estão por livre e espontânea obrigação. Não se preocupem… vcs vão conseguir suas remoções, e então vão ficar livre de Petrolina. E espero, nunca mais volte por essas bandas do Sertão. Cretino é quem cospe no prato que come.

  18. Jesus disse:

    Incrível como os comentários deste post revelaram preconceitos, intolerância, ignorância, “achismos” e tantos outros absurdos proferidos por gente que se acha melhor que os outros só porque nasceu em Petrolina. E até falam mal de quem vem de fora se instalar aqui. É o cúmulo… Ô cidade doida, meu Deus, eterna emergente.

  19. SERVIDOR PUBLICO DA ORLA disse:

    “Continui” ??? que palavra é esta ??? O que este cretino queria dizer ?? Concordo com o amigo “Jesus” quando se refere a intolerancia, ignorancia e até acrescentaria outros tantos. É de se arrepiar como ainda tem gente que defende tal absurdo. Vejam o conteudo dos comentários ” são servidores públicos que por aqui estão por livre e espontânea obrigação. Não se preocupem… vcs vão conseguir suas remoções, e então vão ficar livre de Petrolina ” leia -se assim ….estou morto de inveja pois não passei em nenhum concurso nem moro na Orla…., ” Qdo se trabalha para pobre as pessoas incomodam muito,” …… o que tem a ver isso com perturbar o sono alheio ??…….. ha se for meu amigo então ele pode fazer o que quizer, os outros que se dane !!! ???? e por ultimo o melhor de todos …” se não estão se adaptando com as tradições da cidade, nos façam um favor , nos deixem em paz” …. desde quando fazer arruaça fora de hora é tradição por aqui ????……..É realmente ridículo , defender o que está errado, chega a ser um atestado de burrice completa…

  20. Pedra Linda disse:

    É cada comentário louco, chamem o psiquiatra.

  21. carlos augusto disse:

    Essa discussão tava demorando para começar.Petrolina é o que é devido,em grande parte, pelas pessoas que vieram de outros lugares! Eu, que nasci aqui, posso falar com autoridade.Não reconhecer isso é injustiça. No órgão que eu trabalho, e eu sou funcionário público federal e não moro na orla, só eu nasci aqui!
    Agora que tem alguns, poucos felizmente, que vivem aqui, ganham a vida aqui e, no entanto falam mal da cidade. Esses, cheios de preconceito com a nossa comida, tradições e com os que moram em locais ditos não nobres, deveriam repensar suas atitudes e serem mais agradecidos com a oportunidade que a nossa querida Petrolina os deu.Um abraço a todos!

  22. Petrolina Minha Terra Meu Lugar disse:

    Sou petrolinense, sou federal tb, hehehehe! Não moro na orla! Mas vou deixar umas verdades!

    1. More na Orla ou no Caxeado, seja petrolinense nato ou adotado, ninguém é obrigado a suportar um bando de alomprados, idiotas, vagabundos, foras-da-lei que vivem de fazer barulho em seus carros de sons possantes (que mais parecem trios elétricos), incomodando que está em seu inalienável direito de dormir. Polícia neles!

    2. O direito de um termina quando começa o do outro.

    3. Não culpe alguém ou algo por causa de suas frustações. Acho que as pessoas que escolheram Petrolina para mora gostam da nossa querida cidade.

    4. Vamos dá um basta, a Lei do Silêncio tem que imperar!

    5. Autoridades! Façam respeitar o direito do petrolinense em ter um sono tranquilo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *