Justiça determina cassação imediata do mandato do vereador Junior Gás

por Carlos Britto // 24 de agosto de 2021 às 11:00

Foto/arquivo Blog do Carlos Britto

A Justiça Eleitoral determinou a cassação do mandato do vereador de Petrolina, Carlos Alberto dos Santos (Júnior Gás), por fraude na cota de gênero nas eleições municipais de 2020. De acordo com a sentença, a cassação abrange o mandato do titular do cargo e suplentes que concorreram pelo partido Avante. “Consiste na utilização de candidatura fictícia do gênero feminino, em burla expressa ao determinado no artigo 10, parágrafo 3°, da Lei 9.504/97”, explicou o documento.

Declaramos nulo todos os votos atribuídos à referida a agremiação partidária, e consequentemente, determino a redistribuição dos mandatos assim conquistados aos partidos políticos que alcançaram o quociente partidário no pleito em questão”, impôs a sentença. Na decisão, a Justiça determinou ao presidente do Poder Legislativo Municipal que suspenda o exercício do parlamentar e aguarde a comunicação de quem será o substituto da vaga.

Em janeiro, este Blog publicou que nas mídias sociais já se falava no pedido de cassação do parlamentar, com a informação de que, quem assumiria o cargo, seria a ex-candidata do PSOL, Lucinha Mota, que recebeu cerca de 3 mil votos em novembro de 2020. O Blog falou com o vereador, que se mostrou surpreso com a informação. “Eu nem sabia disso”, declarou. Continuamos apurando o fato e traremos mais informações pelas próximas horas.

Justiça determina cassação imediata do mandato do vereador Junior Gás

  1. Rogério disse:

    Dificilmente isso vai acontecer, pois ele é aliado do rei, só aconteceu com Domingos de cristalia por que fazia oposição ao rei.

  2. Rogério disse:

    E ainda mais, se isso acontecer, quem vai ocupar o lugar dele é Lucinha Mota que não é aliada do rei.

  3. Visão para o futuro disse:

    Essa justiça ou injustiça, como a maioria dos candidatos eleitos tem força, tiveram que intervir no menos conhecido e estão tomando sua cadeira na câmera de vereadores, para beneficiar alguém, resta saber quem será?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *