Juazeiro ganha espaço de comercialização da economia solidária

1

O artesanato produzido pela Associação de Artesãos de Curaçá – Bahia (AACB) ganhou um novo espaço para comercializar os produtos. O Espaço Solidário do Centro Público de Economia Solidária (Cesol) do Território do São Francisco, em Juazeiro, foi inaugurado no último final de semana. O equipamento vai potencializar as ações de comercialização e divulgação dos produtos de economia solidária e agricultura familiar dos empreendimentos apoiados pelo Cesol. Ao todo, serão beneficiados 150 empreendimentos de 10 municípios da região norte do estado.

A nossa maior dificuldade é justamente comercializar o nosso produto. Esse espaço é mais um facilitador para que isso aconteça”, afirma a presidente da Associação de Artesãos de Curaçá, Isabete Santos. Para o secretário estadual do Trabalho e Emprego, Álvaro Gomes, a ação reforça a prioridade que o Governo do Estado tem dado à economia solidária. “É uma economia viva e pulsante, que gera trabalho e renda, além de ser uma alternativa ao trabalho formal”, diz o secretário.

Já o superintendente de Economia Solidária e Cooperativismo da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Milton Barbosa, afirmou que é fundamental multiplicar os espaços de comercialização. “Temos que procurar alternativas, como shopping centers, não limitar esses espaços aos Cesols e Espaços Solidários”. Também participaram da inauguração o prefeito de Juazeiro, Isaac Carvalho, o presidente da Fundação Josué de Castro, Diego Felisardo, secretários e vereadores de Juazeiro e empreendedores de economia solidária da região.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

dez + dois =