Iphan inicia processo para tornar forró Patrimônio Cultural do Brasil

por Carlos Britto // 10 de novembro de 2021 às 22:17

Foto: Iphan/divulgação arquivo

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) anunciou a abertura do processo administrativo para registrar as matrizes tradicionais do forró como Patrimônio Cultural do Brasil. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU). A proposta, apresentada pela Associação Balaio do Nordeste e pelo Fórum Forró de Raiz da Paraíba, recebeu endosso da Superintendência do Iphan no Estado, além de um abaixo-assinado com participação de 423 forrozeiros de todo o país.

De acordo com o documento, a justificativa para a abertura do processo é o reconhecimento do forró como “forma de expressão multimodal, cujo núcleo é a performance social de um leque de tipos de música e dança” no âmbito da cultura popular.

O forró, assim como o choro, o frevo e o samba, definiu-se nos bailes e festividades populares, num ambiente de ampla participação e de contatos físicos e culturais“, ressalta a proposta.

Com a publicação no Diário Oficial da União , foi aberto o prazo de 30 dias para manifestações de interessados. Após esse período, haverá votação no Conselho Consultivo do Patrimônio no próximo dia 9 de dezembro.

Fórum

A Paraíba será palco mais uma vez de um dos maiores eventos de forró de raiz do país. A capital, João Pessoa, receberá de 13 a 15 dezembro o 4º Encontro Nacional de Forrozeiros e a 3ª Edição do Fórum Nacional de Forró de Raiz. Na oportunidade acontecerá a entrega do  título Forró Patrimônio Imaterial Brasileiro. A programação será no Espaço Cultural José Lins do Rego e vai homenagear Genival Lacerda. Participam do evento cerca de 14 Estados brasileiros.

O 4º Encontro de Forrozeiros reúne artistas, detentores dos conhecimentos das matrizes do forró e membros das comunidades forrozeiras de todo o país, além de produtores culturais, comunicadores, pesquisadores, gestores de instituições culturais públicas e privadas.

Iphan inicia processo para tornar forró Patrimônio Cultural do Brasil

  1. Sebastião Carlos Barboza disse:

    Reconhecimento merecido! Parabéns, Povo Nordestino ! Vamos em busca daquilo que é de direito!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *