Haddad aprova proposta de obrigatoriedade do Enem

por Carlos Britto // 15 de maio de 2009 às 07:00

fernando_haddad011

A partir do ano que vem, todos os estudantes da rede de educação pública podem ser obrigados a fazer o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Atualmente, a participação na prova é voluntária. A proposta foi aceita nesta quinta-feira (14) pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, durante reunião com membros do Consed (Conselho Nacional de Secretários de Educação) para definir as novas diretrizes do Enem para 2010. Segundo a proposta, só aqueles que fizerem a prova e tirarem notas acima de uma média estipulada pela secretaria de cada Estado terão acesso ao diploma do ensino médio.

De acordo com a presidente do Consed, Maria Auxiliadora Seabra, “o maior avanço da proposta é que o exame passará a ser uma base de comparação, de estatística, para avaliar o ensino das escolas públicas e monitorar o desempenho dos alunos”. No entanto, para a medida entrar em vigor, o ministério deve avaliar se todos os estudantes do País têm acesso aos locais onde serão realizadas as provas. Haddad pediu um exame de logística para conferir a viabilidade da proposta. “O exame não é realizado em todas as escolas. Temos de conferir se há orçamento para financiar transporte e alimentação dos alunos”, explicou Seabra.

O MEC (Ministério da Educação) e o Consed também aprovaram hoje as modificações por que passará a prova do Enem no ano que vem, divulgadas à imprensa ontem. O novo formato da prova deve ser mais focado na compreensão de problemas e vai banir questões que requerem a memorização de datas históricas ou fórmulas matemáticas. Outra decisão é o fim das questões com “pegadinhas” ou seja, que possam confundir os alunos, como anunciou ontem o ministro.

Fonte: AE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *