Governo de PE e OPAS validam Kit para detecção do câncer de colo do útero

por Carlos Britto // 12 de setembro de 2022 às 17:58

Foto: Miva Filho/SES-PE

O Governo de Pernambuco lançou, na manhã desta segunda-feira (12), em parceria com a Secretaria de Saúde do Recife e a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS/OMS), os testes de validação do Kit Nacional de Biologia Molecular para detecção do câncer de colo do útero. O exame, de baixo custo, com a capacidade de identificar o DNA do Papilomavírus Humano (HPV) – enfermidade que vitima, em média, 300 mulheres por ano no Estado -, foi realizado em 16 pacientes que se submeteram à coleta do material ginecológico na Upinha Fernanda Wanderley, na Linha do Tiro, Zona Norte do Recife.

Atualmente, no Brasil, a maioria das coletas preventivas para detecção do câncer de colo de útero é feita nas mulheres por meio do exame citopatológico, conhecido popularmente de Papanicolau. A nova plataforma utiliza a mesma tecnologia utilizada nos exames de detecção da Covid-19, por meio do RT-PCR. Esta análise que identifica o HPV através do DNA tem resultados mais rápidos (os do Papanicolau saem, em média, em 30 dias, e os por PCR Teste, em 15). Além disso, o Kit é mais sensível e eficaz no diagnóstico. Tudo isso com um valor que poderá ser absorvido pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O novo teste faz parte do Programa “Útero é Vida”, que tem como meta reduzir os números de câncer de colo do útero no Estado. Para a validação do Kit na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), será feito um total de 1.500 testes nos próximos dias. Outras oito unidades dos Distritos II e VII do Recife, mais a Upinha Fernanda Wanderley, participam dessa fase de trabalhos. Na segunda etapa, a partir da liberação da Anvisa, o Kit poderá ser usado em larga escala em Pernambuco.

Foto: Miva Filho/SES-PE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.