Gabarito da prova de concurso valia R$ 10 mil, segundo delegados; secretário volta a descartar anulação

por Carlos Britto // 01 de julho de 2019 às 19:10

O gabarito da prova do concurso público para a Guarda Civil Municipal (GCM) de Petrolina valia R$ 10 mil. Esse foi um dos principais detalhes repassados pela delegada seccional Isabella Pessoa e o delegado responsável pela Operação Test Failed, Gregório Ribeiro, em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (1) na sede da Polícia Civil (PC). O secretário-executivo de Segurança Pública da prefeitura, José Silvestre, também participou.

A ação, realizada na tarde de ontem (30/06), impediu uma tentativa de fraude ao concurso. O esquema já vinha sendo monitorado pela PC, juntamente com o serviço de inteligência. O líder é um ex-sargento do Exército Brasileiro, Dionísio Felipe dos Santos Júnior. Ele também faz parte do quadro de funcionários do IF Sertão-PE.

O delegado Gregório Ribeiro que três candidatos presos em flagrante teriam comprado o gabarito da prova por R$ 10 mil ao professor Dionísio Felipe. Para realização do esquema, eles teriam que enviar fotos da prova para Dionísio, que responderia e enviaria as respostas por mensagem de texto.

O professor foi preso em casa, após enviar as respostas. O policial militar Jaílton Feitosa de Souza, que estaria ajudando o professor, também foi detido no local. O PM ainda quebrou o próprio celular na tentativa de eliminar possíveis provas. Durante a realização da prova, outras cinco pessoas também foram conduzidas à delegacia por esconderem aparelhos celulares. “Com a ação, a Polícia Civil garantiu para a sociedade lisura e credibilidade ao concurso e atuou para expurgar qualquer irregularidade que pudesse acontecer, com a prisão em flagrante dessas pessoas”, avaliou a delegada Isabella.

Concurso assegurado

Questionado sobre a possibilidade de anulação do exame, José Silvestre reiterou o que já havia dito ao Programa Carlos Britto, na Rural FM, de que a tentativa de fraude não prejudicou o exame. “As pessoas que receberam as mensagens não chegaram a preencher os cartões de respostas e já foram eliminadas do certame. A organização do concurso entende que não há necessidade de cancelar a prova, visto que não houve vazamento da avaliação e, até agora, não há indícios de que a tentativa de fraude tenha corrompido o exame”, pontuou. A Civil vai continuar investigando o caso.

Gabarito da prova de concurso valia R$ 10 mil, segundo delegados; secretário volta a descartar anulação

  1. Coe mota disse:

    Sobre o concurso da guarda municipal de petrolina. O concurso não foi seguro. Teve bastantesua falhas. Os concorrentes tem que denuncia a justiça. . Para realização de outra. Data para novas provas.

  2. Jose disse:

    *_PRISÕES GUARDA MUNICIPAL_*

    *LIDER PRESO: DIONÍSIO FELIPE DOS SANTOS JÚNIOR*

    1 – Adenilha Rodrigues Morais

    2- Hislan Ferreira de Queiroz

    3-Iandra Mailene Dias dos Santos

    4- Leonardo de Oliveira Sá .

    5- Jhon Clevison Souto Silva.

    6- Diego Wallison Paiva da Silva

    7- Wilmario Freire Clemente

    Confira e verá!

  3. Joseilton disse:

    Essa porcaria de concurso, tem que ser anulado!

  4. Jose elenildo disse:

    no mais quem garante q só são esses os envolvidos,e que não possa haver situação diversa ja que ele tinha posse do GABARITO.Assim pressupoe que terceiros adquiriram as respostas antes da aplicação da prova.É de se averiguar com eficiência para atender aos prejudicados de fato e não favorecer os organizadores para que os mesmos se livrem de responsabilidade

  5. Fábio Petrolina disse:

    Não adianta tentar tapar o sol com a peneira… O processo da isonomia foi quebrado. O secretário está tentando colocar panos quentes no assunto, até porque o cargo dele está em cheque. A melhor maneira de mostrar pra todos nós, que existe seriedade e transparência de verdade, seria anular a prova e contratar outra banca. Qualquer coisa diferente dessa atitude, não atenderá nossa ânsia de justiça.

  6. Heitor disse:

    Esclareça-se que Dionísio foi expulso do Exército ha 21 anos.

  7. Coe mota disse:

    Temos que mover uma ação. . Contra os organizadores do concurso. . Banca idib. E prefeitura de petrolina tudo no bolo só. ..

  8. Deus não existe disse:

    Eu estudava bastante, e quando chegava o resultado dos concursos meu nome estava lá entre os primeiros. Quem mais reclamava da lisura sempre ficava longe das vagas. Portanto, sempre desconfio desse chororô. Tem possibilidade de fraude? Tem sim! Principalmente quando a banca é uma empresa desconhecida, sem muita credibilidade, transparência e fiscalização. Mas quem deseja vencer se preocupa mais em estudar do que em reclamar! Tente acertar acima dos 80, 90%. Se tiver muita gente com nota próxima de 100%, aí desconfie kkk.

    1. Zero um disse:

      Sim bonitão das tapiocas, deixa de conversar afiada. Chupa aqui, pra ver se sai leite e vai enganar o pica pau.

    2. Desacreditada disse:

      Estudo bastante, errei três questões no concurso da Câmara e fiquei em 15°.
      Nem todos estão com “chororô”!

  9. LEONARDO D MELO disse:

    NA MINHA SALA TINHA GENTE FAZENDO PROVA DE BONÉ. E OS FISCAIS NÃO FALARAM NADA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.