Estudo mostra que 34% de pacientes que tiveram Covid-19 desenvolveram problemas psicológicos

1

Dificuldade para respirar, perda de paladar e olfato, fraqueza. Estes são sintomas físicos comuns entre infectados por Covid-19. Um estudo da Universidade de Oxford, publicado na revista The Lancet Psychiatry, mostrou que pesquisadores analisaram os registros eletrônicos de saúde de mais de 236 mil pacientes da doença, e descobriram que 34% haviam sido diagnosticados com problemas psiquiátricos ou neurológicos dentro de seis meses após terem sido infectados por coronavírus.

Condições neurológicas como derrame e demência foram raras. Mas 17% dos pacientes de Covid-19 foram diagnosticados com distúrbios de ansiedade e 14% com distúrbios de humor, incluindo depressão. Os pesquisadores de Oxford também analisaram dois grupos de controle de pacientes com gripe e pacientes com qualquer infecção do trato respiratório (exceto Covid-19) para ter certeza de que seus números não refletissem apenas a experiência do público em geral vivendo em meio a uma pandemia.

Nossos dados realmente chamam a atenção para a escala do problema“, disse o autor principal do estudo, Paul Harrison, da Universidade de Oxford, à DW. “Isso destaca a ideia de que a Covid-19 tem consequências para as pessoas, mesmo que elas não vão parar no hospital”.

1 COMENTÁRIO

  1. A questão do distúrbio de ansiedade é compreensível pelo fato da pessoa que é internada não ter contato nenhum com família e amigos. O medo de morrer sozinho cercado de pessoas estranhas traz consequências. Mesmo assim nossos governantes não levam isso em consideração e buscam um combate eficaz contra essa pandemia. Precisam pensar primeiro nas pessoas e depois na politica. Vamos controlar essa pandemia, e depois pensar em tirar o presidente do poder, essa seria a lógica, se os políticos brasileiro tivessem alguma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

cinco × quatro =