Estratégias para melhorar rede PE-BA de saúde são discutidas em audiência pública na Casa Plínio Amorim

0

GEDC0240Uma audiência pública realizada na manhã desta quarta-feira (16), na Câmara de Vereadores de Petrolina reuniu diversas autoridades para discutir melhorias na Rede Interestadual de Saúde (PE-BA), que abrange 53 municípios destes dois Estados.

A reunião foi promovida pela Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) e teve início com o depoimento emocionado da comunitária Irislene Garcês, mãe do menino Ismael que faleceu após faltar oxigênio na ambulância que o levava para tratamento médico no Recife.

GEDC0245Na tribuna da Casa Plínio Amorim, a mãe chorou ao lembrar a morte de seu filho e voltou a cobrar providências às autoridades sobre o descaso na saúde pública do município. “Eles vão ter que pagar por isso, é muito descaso o que fizeram conosco. Se meu filho tivesse tido um atendimento adequado, ele teria resistido por mais algum tempo, sim. Alguém tem que tomar alguma providência, porque do jeito que está não pode ficar”, disse a mãe.

O evento contou com a presença do deputado estadual Odacy Amorim (PT), que preside a Comissão de Saúde da Alepe, além dos representantes do Ministério da Saúde (MS), Neide Glória; da Secretaria Estadual de Saúde da Bahia, Cássio Garcia; e do superintendente do Hospital Universitário (HU), Ricardo Pernambuco. Também participaram das discussões os secretários municipais de saúde de Petrolina Lúcia Giesta, e de Juazeiro, Dalmir Pedra.

Responsabilidades

De acordo com o deputado Odacy Amorim, o objetivo do debate era esclarecer o funcionamento prático da rede PE-BA e tentar encontrar soluções para as lacunas na saúde pública.

Este é um debate importantíssimo para todos os gestores envolvidos na rede PE-BA, porque estamos esclarecendo como funciona a rede e qual a parcela de responsabilidade de cada um. Não queremos fazer polêmica, nem política partidária. Estamos aqui todos pelo ‘PS’, o partido da saúde, para servir à população e tentar encontrar um caminho para tantas queixas da população”, disse o parlamentar.

GEDC0262Mas para o vereador Ronaldo Cancão, quanto a responsabilidades, a questão já está bem resolvida. Ele lembrou que todos os entes governamentais precisam cumprir sua parcela e  voltou a reclamar do “sucateamento” da atenção básica no município de Petrolina.

 “A responsabilidade é de todos os órgãos: federal, estadual e municipal. Não adianta o prefeito chegar agora e dizer que não tem nada a ver com isso. Ele tem sim, porque fugiu da responsabilidade. Entregou o Hospital Dom Malan para o Estado, entregou o Hospital de Traumas para a Univasf, dizendo que ia cuidar da rede básica, que está aí, totalmente sucateada e acabada”, disse o vereador.

GEDC0261A coordenadora regional da Central de Regulação Interestadual de leitos (CRIL), Nancy Oliveira, explicou que esta é a primeira central de regulamento do país e que tem como principal objetivo regular 100% dos leitos de urgência dos 53 municípios que fazem parte da rede.

Precisamos separar as coisas. Existem muitas reclamações sobre os serviços de saúde, mas muitos não têm interligação com a rede. Nós não fazemos, por exemplo, regulação do eletivo. Então o paciente fica reclamando que está esperando cirurgia, e isso não é com a Cril é com a rede de saúde do município”, explicou.

Cancão avaliou a audiência como positiva e disse que a partir de agora o governador Paulo Câmara receberá o assunto com mais cuidado. “Asseguro-lhes que o governador receberá esta audiência com mais cuidado. Porque a Alepe debateu isso conosco, hoje eu mando para ele todas as matérias veiculadas na imprensa da região refente às mortes em hospitais da cidade“, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome