Estados nordestinos criam Rede Nordeste do Meio Ambiente

0
Foto: Divulgação

A Rede Nordeste do Meio Ambiente foi oficialmente criada nesta quarta-feira (23), reunindo representantes de toda região, e tem o objetivo de elaborar programas e projetos em escala regional para beneficiar todos os nove estados em relação à sustentabilidade socioambiental. A decisão foi apresentada durante o 1º encontro sobre o tema, evento paralelo ao 2º Fórum Internacional de Meio Ambiente e Economia Azul, que este ano acontece de maneira virtual até sexta-feira (25), com a participação de mais de 90 pesquisadores de renome nacional e internacional.

“Se por um lado essa união dos noves estados do Nordeste nos fortalece como instituição pública, por outro lado ela traz uma grande responsabilidade para nós que temos o papel estratégico de refletir na nossa região a importância da preservação do meio ambiente para toda a região, para o país e para o nosso planeta. Por isso, o nosso desafio como representantes do meio ambiente é assegurar a sustentabilidade e um desenvolvimento econômico que pressupõe o uso sustentável dos recursos naturais, com um forte compromisso com a justiça social e a mediação de conflitos”, destacou o secretário do Meio Ambiente da Bahia, João Carlos Oliveira. 

No encontro também foram apresentados aos representantes do Consórcio Nordeste projetos prioritários, elaborados conjuntamente pelos estados para captação de recursos em nível regional. Os projetos foram estrategicamente articulados em quatro blocos para se constituírem em apenas quatro projetos: Corredores Ecológicos do Nordeste; Sistema de Monitoramento e Gerenciamento de Riscos Ambientais em Escala Regional; Planejamento Espacial Marinho do Nordeste e Projeto Socioambiental Rede Nordeste para Economia Azul. 

Durante o encontro, o representante do comitê executivo do Consórcio Nordeste, Sérgio Caetano Leite, analisou positivamente os projetos apresentados pelos estados em relação as suas potencialidades de atração de financiamento junto ao Consórcio. “Numa perspectiva conceitual, os projetos são relevantes e podem ser endereçados para perfis de financiadores e investidores diferentes, com interesses diferentes. Outro ponto importante observado é que os projetos são integradores, o que é importante para o Consórcio, na medida em que eles atuam em mais de um estado e que podem ser desenvolvidos de maneira interligada”, pontuou. Para conhecer todos os projetos apresentados pelos Estados nordestinos no evento, o conteúdo está disponível na íntegra pelo YouTube.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome