Embargada obra de aterro de riacho fluvial realizada por moradores em bairro de Juazeiro

0
(Foto: Divulgação)

A fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semaurb) de Juazeiro (BA) realizou rondas pelo município e encontrou, no Bairro Itaberaba, uma ‘obra’ realizada por moradores no riacho fluvial que corta o bairro. A ação aconteceu no último final de semana. Conforme a Semaurb, os moradores aterraram parte das margens e colocaram duas manilhas e, após concretarem cobriram com aterro criando uma espécie de passarela.

A ação, considerada irregular, pode levar risco aos moradores que estão na parte baixa do bairro, pois as duas manilhas não são suficientes para o escoamento da água e, em caso de chuva, as casas poderiam ser inundadas. A passagem, de acordo com alguns transeuntes, foi para facilitar o acesso sem precisar entrar nas vias regulamentadas para o trânsito de pedestres e veículos já existentes no bairro.

De acordo com o secretário da Semaurb, Jadson Barros, a ação realizada é perigosa para os próprios moradores. “O riacho é um local de escoamento de água. O bloqueio com o entulho, manilhas e concreto causa acúmulo de água e pode invadir as casas. Já procuramos os engenheiros da Secretaria de Obras e do SAAE, que constataram a irregularidade do serviço e, junto com a Sesp, vamos fazer a retirada do material do riacho e liberar para escoamento da água em seu curso normal, sem intervenção”, descreveu.

Participação popular

O secretário reforça ainda a importância da colaboraçáo dos juazeirenses nas ações do município. “É importante a população participar das ações de cuidado com a nossa cidade, principalmente no que diz respeito às obras. Qualquer intervenção deve ser consultada antes para avaliação por equipe técnica qualificada, para que futuramente com alguma chuva os moradores não venham a ter problemas. Solicitamos a quem deseja realizar qualquer intervenção, que procure a Semaurb”, acrescentou Barros. A Secretaria fica localizada na Rua Oscar Ribeiro, s/nº, Centro. O telefone para denúncias é o (74) 3612-3583.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome