Em Remanso, maioria dos vereadores decide pela rejeição das contas de ex-prefeito

0
Foto: divulgação

Em decisão tomada na noite de ontem (6), durante sessão ordinária, a maioria dos vereadores da Câmara Municipal de Remanso, norte da Bahia, manteve o parecer do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA) pela rejeição das contas do ex-prefeito José Clementino de Carvalho Filho (PSD) – o Zé Filho.

O parecer do TCM-BA aponta irregularidades como o não cumprimento de obrigações nas datas até a elaboração de uma folha inteira de servidores da educação, considerada falsa. O órgão fiscalizador multa Zé Filho em valores que chegam a R$ 200 mil e determina a devolução de recursos, comprovadamente desviados, no montante de R$ 3 milhões.

Para que o parecer fosse derrubado pela casa legislativa, seriam necessários dois terços dos votos (nove vereadores), o que não ocorreu.

Ao ex-prefeito foi oferecida a possibilidade de vir a plenário defender-se, mas ele se recusou por escrito, justificando que dispensava o defensor dativo e que não iria comparecer ao plenário, considerando que a defesa que apresentou ao TCM-BA seria suficiente para os vereadores. O resultado da votação, que será comunicado ao Tribunal e à Justiça Eleitoral, transforma Zé Filho em ficha suja, impedindo-o de participar de eleições nos próximos oito anos. O Blog deixa o espaço reservado ao ex-gestor, caso queira se pronunciar sobre o fato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

18 − seis =