Em quase 1 ano e meio, MPT-PE destina mais de R$ 4 milhões para combate à Covid-19

por Carlos Britto // 15 de julho de 2021 às 19:33

Foto: Twitter/reprodução

Em um ano e quatro meses desde que a Organização Mundial da Saúde (OMS) elevou o estado da contaminação pela Covid-19 como pandemia, o Ministério Público do Trabalho (MPT) em Pernambuco e a Justiça do Trabalho reverteram R$ 4.179.552 oriundos de multas trabalhistas para o combate à doença em todo o estado. Os recursos têm sido destinados para instituições de saúde, educação e tecnologia, a fim de viabilizar a aquisição de testes, utensílios hospitalares e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), além do financiamento de pesquisas e projetos de combate ao vírus.

Do montante total, R$ 2.056.878,57 foram destinados à Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), distribuídos entre a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento (Fade) da instituição, o Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami (Lika) e o Hospital das Clínicas (HC). A quantia possibilitou o desenvolvimento de projetos que contemplam a compra e a fabricação de EPIs e de respiradores, além de pesquisas científicas sobre a doença.

O MPT também realizou reversões no Interior do Estado. Juntos, os municípios de Araripina, Caruaru, Garanhuns e Salgueiro receberam R$ 361.009,88 para compra de materiais de prevenção à contaminação por Covid-19, como máscaras e álcool em gel 70%, destinados aos profissionais de saúde. Também em Araripina, foram destinados R$ 344.150,83 para o Instituto Social das Medianeiras da Paz (Ismep) e as ONGs Missionários da Misericórdia e Servos, todos projetos de assistência social na cidade.

Em um ano e meio de pandemia, conseguimos trabalhar em várias frentes, sendo uma delas a reversão para projetos e instituições. Até aqui, temos visto muitos resultados de como esses recursos têm servido à sociedade neste momento de grande necessidade, seja para a proteção a quem está na linha de frente do combate à Covid-19, seja para quem mais sofreu com a paralisação das atividades econômicas. O MPT em Pernambuco tem orgulho de trabalhar junto à Justiça do Trabalho para garantir essas destinações“, destaca a procuradora-chefe do órgão ministerial, Ana Carolina Ribemboim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *