Em ofício enviado à Casa Plínio Amorim, reitor da Univasf repudia “ataques” à autonomia universitária

10

Aborrecido com declarações de vereadores que questionaram a autonomia universitária da Univasf, o reitor da instituição, Julianeli Tolentino decidiu enviar um ofício à Casa Plínio Amorim.

No documento, o reitor diz estar “desapontado” com relação aos comentários de alguns vereadores e se coloca à disposição da comunidade para discutir temas relacionados à instituição.

Acompanhem:

12027639_890738741022417_9027485086206620918_n

10 COMENTÁRIOS

  1. O NÍVEL DE MUITOS DOS EDIS É MUITO BAIXO. BAIXO EM VÁRIOS SENTIDOS. QUEREM SE REELEGER A QUALQUER CUSTO E COMO ARMAS USAM TÍTULOS DE CIDADÃO PETROLINENSE E ATACAR PESSOAS E INSTITUIÇÕES QUE TEM NÍVEL E NÃO VOTAM NELES.
    OUTRO DIA PERGUNTEI A UM AGRESSOR..LEIA VEREADOR QUAL SERIA O TRATAMENTO QUE SE DÁ A UM REITOR E NÃO OBTIVE…POR ESTE BLOG RESPOSTA. NÃO SABE.
    ENFIM…TODA CAMARA TEM ALGUNS VEREADORES QUE MERECE. FICA ENTENDIDO QUE NÃO GENERALIZEI
    TENHO DITO.

  2. Sinceramente, o que os vereadores estão buscando é o melhor para Petrolina mas o nobre reitor que deveria está pensando no melhor para essa cidade fica criando barreiras. Não vejo como forma de politicagem dos vereadores, vejo uma luta por melhoras para o alunado petrolinense. Continuem nessa busca pelo bônus, não só os vereadores como deputados, senador, educadores, estudante, cidadão e povo petrolinense!

  3. Esse Reitor é um .. se fosse Weber ou Paulo Cesar duvido isso ter chegado a tal ponto. Primeiro esse i… abre uma janela se colocando a favor do bônus, depois manda o Leonardo Roberto Carlos disdizer o que o próprio Reitor defendeu, isso significa apenas uma coisa: Esse reitor já deu o que tinha que dá, fora Juju!!! Poxa velho, o que está impedindo esse cara de fazer uma reforma administrativa??? Juju ou você muda a forma de gerir ou então o povo da comunidade muda…

  4. Nosso reitor nos representa!!! Somos mais de 7000 (sete mil) universitários contra o bônus, querem medicina, engenharia, vão estudar assim como nos discentes estudamos e ingressamos na Univasf. Ao Bios, só lamento.

  5. Esses vereadores estão atrás é de voto mesmo. E com isso metem os pés pelas mãos na tentativa de conseguirem o que querem. Sou contra cotas, sou contra bônus. Vão esudar e consigam dignamente uma vaga nas unversidades federais, sem tomar daqueles que fizeram por merecer. E passe livre, com irresponsabilidade para arranjar problemas futuros, para a administração municipal.. Mar menino. Vão procurar o que fazer.

    • Sra. Maria Josefa, esta não é uma questão de ser a favor ou contra cotas, esta é uma questão de isonomia. Várias universidades adotam algum tipo de bônus para alunos locais, pq não adotar na UNIVASF, que foi criada para o desenvolvimento da região? Tanto que está estampado no nome “do Vale do São Francisco” e na realidade desenvolve outras regiões e não a que deveria.
      E mais, a discussão sobre ser a favor ou contra cotas está ultrapassadíssima, pra mais de dez anos. As cotas estão aí, estão dando resultado, se mostraram eficaz não só no Brasil, basta ler a respeito. E olha q não sou esquerdista.
      Vamos abandonar o discurso fácil e superficial.
      E me coloco ao lado dos edis, cadê a autonomia Universitária pra fazer acontecer? Petrolina é o q é pq os homens q a costruiram falaram menos e fizeram mais.

      • Não sei se você percebeu, mas antes de “do Vale do São Francisco” está escrito “Federal”. Essa faculdade é paga com dinheiro de todo Brasil, não só dos habitantes daqui. Ficam usando como pretexto que outras faculdades já usam o bônus e blablablá, mas nenhuma faculdade do sul e do sudeste usa. Sou do sul e me sinto discriminado com essa bobagem. Pago meus impostos como qualquer habitante daqui, moro aqui, mas tive o azar de ter concluído o segundo grau em uma escola do sul do país. Por causa disso, se eu quiser cursar a UNIVASF sairei em desvantagem? É justo isso? É justo também dar bônus para alunos de escolas caríssimas da região, cujas mensalidades custam mais do que o salário da maioria da população daqui? Não aceito pagar imposto pra vagabundo entrar na faculdade na base de bônus, depois de gastar seu tempo em festas de camisa e baladas, com os pais passando a mão na cabeça. É por isso que Petrolina não se desenvolve como outras regiões. Muita gente fica esperando por benesses e pouco fazem por si mesmos. Aqui não se cobra direitos, e sim favores. Isso não é cidadania. É coronelismo e paternalismo.

        • Outro que prefere o discurso fácil e superficial, que se mostra preocupado apenas com o “próprio umbigo” e com um enorme complexo de inferioridade.
          Sua defesa intransigente não lhe deixa enxergar alguns fatos:
          As regiões citadas pelo nobre senhor, desde a invenção do Brasil, receberam a maior parte de todos os recursos, subsídios, subvenções, isenções e toda a sorte de incentivos financeiros disponíveis pelo estado brasileiro. As demais regiões foram preteridas nas políticas desenvolvimentistas, onde só não se enxerga quem não quer ver. O PIB da das regiões citadas representam quase 60% do total, uma dessas regiões sozinha tem 49% de participação. Esse senhor esquece que existem ainda 5 regiões.
          Alega ainda que por ser federal não deveria haver bônus já que os recursos que a mantém é proveniente da contribuição de todos os cidadãos. Completo desconhecimento de políticas públicas. A UNIVASF assim como várias outras é o resultado dos indicadores citados anteriormente, para tentar reduzir as diferenças são criados esses “oásis” de conhecimento a fim de desenvolver economicamente e socialmente esses locais a exemplo da UFESBA, UFOB, UNIFESSPA, UFCA, etc. Essas universidade tem como objetivo a redução das desigualdades regionais muito embora quem as frequenta não são da região, um contrassenso isso não?
          Mostra ainda completo desconhecimento da cidade que mora, Petrolina incrustada no semiárido nordestino tinha todo o potencial para ser como os 97% dos municípios brasileiros – dependente dos repasses do FPM e das aposentadorias e pensões do INSS – “só que não”, se desenvolveu com uma agricultura forte que detém 15% das exportações de frutas desse país, com comércio e prestação de serviços forte e um “inocente” afirma que não se “desenvolve como outras regiões”.
          A incoerência no discurso do senhor aparece quando afirma que as mensalidade são caras e “vagabundos” fazem festas de camisas e baladas. Com o meu parco conhecimento isso não é característica de região não desenvolvida.

          • Desculpe mas o complexado e egoísta aqui está defendendo que os alunos usem sua nota sem nenhum bônus. Já você, Zé…
            A minha diferença pra você é que eu não só conheço a região de Petrolina (onde moro há 7 anos), como a vejo com outros olhos e ainda conheço várias outras. Fiz a comparação de Petrolina com outras cidades de mesmo porte que visitei no nordeste, como Mossoró, Garanhuns, Patos, Juazeiro do Norte etc. não com municípios de pequeno porte, que são dependentes de FPM, aposentadorias e benefícios como você falou. Inocente é você que quer fazer esse tipo de comparação. Esses municípios não são parâmetros para comparação com Petrolina.
            Não vejo nenhum contrassenso em ter uma faculdade onde 15% de seus alunos são de outras regiões e 85% são da sua região. Isso para mim é benéfico para a região. As melhores universidades do mundo têm alunos de vários países.
            Desculpe pela minha ignorância mas 800 reais de mensalidade não é caro para você? Para mim é, ainda mais depois de pagar impostos abusivos, muitos deles (supostamente) destinados à educação. E continuo achando que alunos mais preocupados com baladas do que com os estudos devem ser cobrados pelos pais e não ganhar smartphones para postar selfies na balada.
            E por último: Pare com esse complexo de inferioridade dizendo que as regiões sul e sudeste ganham mais incentivos que as outras. Se isso acontece, cobre do seu político que não faz nada para mudar isso e só bodeja na frente dos microfones. Sou do RS. O meu estado está falido e, quando o governador deixou de pagar à união para não atrasar o salário dos servidores, o governo federal mandou bloquear as contas do estado, mas nem por isso fico culpando os benefícios concedidos aos outros. O RS chegou nessa situação por “méritos” próprios.

  6. Vejo incompetência, desculpas esfarrapadas e a impressão de inutilidade em ambos: Na atual legislatura da Câmara de Vereadores e na Reitoria da UNIVASF, ambos despreparados e muito, muito aquém da importância da função que ambos ocupam, os rsultados pífios da Câmara e da UNIVASF falam por si, que não fazem o que podem fazer pelo povo, e ficam nessa bobagem de se criticarem. Aliás, críticas ferinas são a única habilidade de ambos, além das desculpas esfarrapadas. A Câmara se tornou um lugar de gente sem postura firme, até vereador estudante em Recife tem, ao tempo que a UNIVASF se tornou o maior laboratória produtor de marxismo de PE, não produz cientistas, só ativistas idiotas úteis comunistas, ambos sãoperdulários, caros e inúteis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome