Em nova data, Jecana do Capim chega à sua 46ª edição e encerrará ciclo junino de Petrolina com ‘chave de ouro’

5

Em nova data este ano, a 46ª Jecana do Capim, na zona rural de Petrolina, encerrará à altura de sua tradição o ciclo junino da cidade. A festa começa nesta sexta-feira (30), a partir das 19h, com uma celebração religiosa na capela do povoado, seguida pela abertura das barraquinhas com comidas típicas. No dia seguinte, sábado (1º/07), as comemorações iniciam-se às 11h com ‘Zé Maria Toca Tudo’, no clube de eventos da comunidade. Também haverá torneio a partir das 14h, e à noite shows no palco principal com o cantor Pokémon e Chamego Manhoso, além do Galego do Pajeú.

A programação prossegue no domingo (2/07) às 9h, com o desfile de Fuscas. Depois haverá desfile do ‘Jegue Fashion’ e a corrida de burros. A disputa mais aguardada é a corrida dos jumentos, que dará a premiação de R$ 7 mil ao animal mais rápido – o qual também levará para casa o famoso troféu ‘Cangalha de Ouro’. O evento é promovido pela Prefeitura de Petrolina e distribuirá cerca de R$ 30 mil em premiação.

“Tivemos diversos eventos culturais que abrilhantaram o verdadeiro sentido do São João como foi, por exemplo, a Missa do Vaqueiro e agora a Jecana“, lembra a secretária de Cultura, Turismo e Esportes, Maria Elena.

Maíra Amariz, filha do criador da competição, o radialista Carlos Augusto (falecido em 2015), frisa que a Jecana já está consolidada na região por fortalecer a cultura em torno do animal-símbolo do Sertão. “Nós estamos com a melhor expectativa possível porque sabemos da importância deste evento não só para a cultura, mas também para a economia local. Quando meu pai pensou nesta festa, ele pensou num evento que pudesse remeter à figura do jumento em sua forma hilária, mas também numa forma de cuidar do animal. É uma festa nossa, criada aqui e carregada de originalidade”, finaliza. (Fonte/foto arquivo: Ascom PMP)

 

5 COMENTÁRIOS

  1. Penso que a organização e MP deveriam rever essas corridas de jumento, conduzidas por crianças. Ano passado, um menino caiu do animal e por muita sorte não teve consequências irreversíveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome