Em Brasília, Miguel Coelho acerta mês para ato de sua filiação ao MDB e confirma aliança com PP

1
Ao lado do seu pai FBC, Miguel convida Baleia Rossi para filiação/Foto divulgação

Num giro por Brasília (DF) no dia de ontem (30), o prefeito de Petrolina Miguel Coelho sacramentou assuntos referentes à política. Um deles diz respeito à sua filiação ao MDB. Miguel reuniu-se com o senador Jarbas Vasconcelos e o presidente nacional do MDB, deputado Baleia Rossi. Após conversas com os dois líderes, o gestor confirmou que a solenidade ocorrerá em novembro, junto com a filiação de outras lideranças políticas petrolinenses.

Miguel, que foi acompanhado nas agendas pelo senador Fernando Bezerra, convidou Jarbas e Baleia Rossi para o ato em Petrolina. Segundo o prefeito, a ideia é realizar um evento de impacto para sinalizar um novo momento do MDB em Pernambuco. “O senador Jarbas e o deputado Baleia Rossi demonstraram compromisso em fortalecer e renovar o partido em Pernambuco. A partir desse ato em Petrolina, queremos construir junto com as lideranças do MDB um projeto para retomar o desenvolvimento de nosso Estado, pensando desde nossa região sertaneja até o litoral“, destacou o prefeito.

Também na capital federal ele se reuniu com o deputado federal Eduardo da Fonte. Durante a conversa, Miguel recebeu a confirmação do apoio político do PP para fortalecer a base de governo em Petrolina.

A aliança, segundo o prefeito, é um sinal de que a gestão administrativa em Petrolina segue aprovada e fortalecida. “Quanto mais partidos e apoios nosso governo recebe, mais temos a certeza de que trabalhamos corretamente. O apoio de lideranças como Eduardo da Fonte e do PP são um sinal claro de que o governo está fortalecido e aberto a mais contribuições. Nossa base fica ainda mais sólida e temos mais parcerias para Petrolina”, resumiu após o encontro.

Miguel com Eduardo da Fonte/Foto divulgação

Agenda administrativa

Em Brasília, Miguel também teve agendas no Governo Federal. O prefeito reuniu-se com o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, e o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Rodrigo Dias.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome