Eleições em Juazeiro: Comunitário garante que candidatos ligados a Isaac registraram-se na sede do PT e ignoraram convenção do PCdoB

por Carlos Britto // 05 de julho de 2012 às 17:02

A celeuma provocada pelo ‘racha’ no PT de Juazeiro não para de gerar controvérsias. Em contato com o Blog, o comunitário Renato Brito, do bairro Dom Tomaz, enviou este artigo. Ele garante que os candidatos ligados ao prefeito Isaac Carvalho (PCdoB) registraram suas candidaturas na sede municipal do partido, enquanto o espaço reservado aos petistas, durante a convenção do PCdoB, no Colégio Paulo VI, teria ficado vazio.

Confiram:

Na convenção do PCdoB foi reservada uma sala para o PT se reunir no Paulo VI. Mas o espaço ficou vazio durante todo o dia. Enquanto isso, os candidatos ligados ao prefeito registravam suas candidaturas na sede do PT de juazeiro.

Contra fotos não há argumentos! Cadastraram-se por vontade própria e de forma espontânea. Infelizmente sob pressão, eles negam e traem suas convicções. A última jogada é apelar com telefonemas ameaçadores para que os candidatos do PT, já com registro no TRE e TSE, façam novo cadastro com base na suposta convenção comunista.

Veremos se os candidatos – irmão Francisco, Tiano, Naldinho, Mitonho e outros governistas terão coragem de mostrar seus registros com novas datas ou estão blefando como vem fazendo até hoje para confundir o povo de juazeiro.

Mas as redes sociais serão nossas armas para que a verdade prevaleça.

Atenciosamente:

Renato Brito/Bairro Dom Tomaz-Juazeiro (BA)

Eleições em Juazeiro: Comunitário garante que candidatos ligados a Isaac registraram-se na sede do PT e ignoraram convenção do PCdoB

  1. Renato disse:

    29/6/2012 – 10:55:10
    Conib repudia texto antissemita de militante do Partido Comunista do Brasil (PC do B)

    Em mensagem à deputada Manuela D´Ávila (PC do B/RS), o presidente da Confederação Israelita do Brasil, Claudio Lottenberg, repudia texto de teor antissemita publicado no site do Partido Comunista do Brasil por José Reinaldo Carvalho, editor do site Vermelho.

    Carvalho comenta o anúncio publicado neste mês pela Conib na mídia brasileira contra a presença do presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, na Rio+20.

    Leia abaixo a mensagem de Claudio Lottenberg:

    “Lamento o teor do texto que é assinado por uma liderança do PC do B fazendo injustas e mentirosas colocações a respeito da entidade que presido. Face ao nosso respeito mútuo imaginei que deveria me dirigir a V. Exa. Não tome isto como algo de caráter pessoal, mas sim como um repúdio de alguém que no respeito à diversidade entende que limites devam ser preservados.

    O texto não condiz com uma sociedade plural como a nossa e muito menos com o padrão cultural que tradicionalmente faz parte da história de seu partido.

    Antes de mais nada, quero que V. Exa. saiba que inúmeros são os judeus que participaram do partido comunista. Vários foram presos, torturados num momento em que se mesclavam a falta de liberdade democrática com o ranço do antissemitismo. Quem sabe por isso, assim como muitos, eu me senti profundamente ofendido pelas palavras do senhor José Reinaldo Carvalho.

    Traçar um quadro de similaridade entre os sionistas e os nazistas reflete não só uma falta de conhecimento histórico, mas, sobretudo, um sinal de alerta para que nos mantenhamos firmes contra os negacionistas da história. Provavelmente, o senhor José Reinaldo tem, sim, muita identidade com o déspota e negacionista Mahmoud Ahjmadinejad.

    Estamos de fato instalados num país democrático e tolerante, e justamente por isso temos todo o direito de nos manifestar. Fizemos dentro da propriedade que nos é devida, tendo sido algo que foi reconhecido não por nossa comunidade somente, mas por todas as minorias e grupos que consideram este cidadão, o presidente do Irã, uma pessoa desclassificada.

    Caso o senhor José Reinaldo tivesse tomado o cuidado de fazer uma leitura isenta, ele constataria que ali nada existe quanto às relações amistosas entre o nosso país e o Irã, mas sim contra o seu presidente, eleito de forma discutível, como é patente nos relatos feitos pela mídia. Ignorante, desprende em sua abordagem que ali se incita um sentimento discriminatório contra a fé islâmica, o que em momento algum surge em qualquer parte do texto.

    Relativo ao inexpressivo José Reinaldo Carvalho, a interpretação que faço é que no desejo de encontrar algum espaço, usa e abusa da ignorância, apropriando-se de chavões com a única finalidade de tornar-se alguém com relevância. De fato, deve estar vivendo alguns momentos de glória ao lado de pessoas inexpressivas, e que felizmente representam uma minoria.

    Reitero minha estima e consideração.”

    Claudio Lottenberg

    http://www.conib.org.br/noticia-completa.asp?id=1427

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *