Editora vai retirar de circulação livro com informações equivocadas sobre nordestinos

por Carlos Britto // 07 de maio de 2009 às 10:54

5121451Depois de se pronunciar no plenário da Assembleia Legislativa sobre o livro Caatinga: paisagem e o homem Sertanejo, publicado pela Editora Moderna, a deputada pernambucana Isabel Cristina está colhendo resultados do seu posicionamento.

Agora há pouco, no Programa Edenevaldo Alves, ela informou ter participado de um debate na Assembleia com representantes da Moderna sobre o assunto, que a procuraram com esse intuito.

Obteve o compromisso de a editora retirar o livro de circulação até que as informações acerca do povo nordestino sejam retificadas. No livro, do autor Samuel Murgel Branco (já falecido), consta entre outras coisas de que o prato típico nordestino é a ‘jacarezada’.

“Não podemos ser vistos como uma sub-raça”, declarou a parlamentar. O professor Genivaldo, do Colégio Geo, que identificou os equívocos contidos na publicação, também participou do debate na Assembleia.  

 

Editora vai retirar de circulação livro com informações equivocadas sobre nordestinos

  1. ATENTO disse:

    Parabéns à deputada Isabel Cristina e ao professor Genivaldo (Geo). Chega a ser rídicula a falta de conhecimento de quem escreveu o livro e não podemos engolir esse preconceito descabido, por parte dos que se acham puro sangue.

  2. Watergate disse:

    Sugiro que publique um livro falando que no sertão, o povo todo vive feliz com muita riqueza e progresso
    Andam de Ferrari e tem aparencia nordica.

  3. Vavá disse:

    Sugiro que Watergate relaxe e contemple a natureza.
    Estude filosofia, principalmente para aprender a interpretar os fatos e evitar distorce-los, para não fazer comentários absurdos, embora engraçadinhos. Você não entendeu nada meu caro, não sabe o que é preconceito.

  4. Gugu disse:

    Carlos Britto, valeu por colocar a foto do livro, assim ajuda-nos a identificar esta aberração. Jornalismo competente é isso aí.

  5. Jonhdeible Oliveira disse:

    Parabens Dep. Isabel Cristina e o Colégio Geo, por terem denuciado
    este absurdo cometido ao povo nordestino!

  6. josé disse:

    Watergate alem de ABESTALHADO ignorante.

  7. ricardobanana disse:

    Parabenizo o professor Genival do GEO pela iniciativa de tornar público esse livro cheio de contradições e discriminações com a caatinga.
    Uma das vegetações mais diversicadas do mundo. Temos solo de qualidade temos 3 mil horas de sol por ano e água para transformar a condição socialdo Semi-arido brasileiro. Os vereadores de Petrolina também aprovou uma moção de repudio que a uma década e meia causando mal ao nosso NE.

  8. Petrolina Minha Terra Meu Lugar disse:

    Faltou falar mais sobre detalhes do livro. Não entendi pq “jacarezada” é um termo preconceituoso!!!

    Agora que uma parte dos nordestinos só pensam em ganhar sem trabalhar, isso é verdade, só pensam em festa e viver na teta do governo (bolsa família, pensão por morte, aposentadoria rural etc).

    Se os nordestinos trabalhasse mais e curtisse menos, o Nordeste seria diferente.

    Apesar de tudo, adoro ser nordestino.

  9. Watergate disse:

    jacarezada e tipico de itacuruba.
    nao vejo preconceito algum nisso.
    absurdo é nao aceitar a verdade de que a caatinga é sinonimo de miseria. mesmo que tenha umas plantas bonitinhas e que alguma alma consiga sobreviver nela.
    absurdo é achar que o sertao se resume ao projeto senador nilo coelho.

  10. Rosa Salvatore disse:

    na verdade ricardo banana o documento se tornou público após o pronunciamento da deputada, pelo menos foi quando tomei conhecimento deste preconceito. Parabén a Deputada pela iniciativa

  11. Opara disse:

    Tanta coisa importante para se discutir…. e vem essa turma oportunista preocupada com o que os sulista vão pensar do Nordeste. Estou pouco preocupado com o que eles pensam da gente. Viver com essa dúvida de ser ou não ser cidadão brasileira de primeira linha é que demonstra o sentimento de inferioridade de um povo. Explorar esse sentimento nos mais sofridos é pura demonstração de fazer política demagógica.

  12. Raí disse:

    Enquanto tiver nos sertão elementos tipo Watergate, o pobre sertão não vai mudar

  13. Rosa Salvatore disse:

    alguem falou em projeto nilo coelho vc leu isto a onde watergate? se o sertão se resume a itacuruba td bem porém o livro diz que é o prato típico do sertão

  14. Jesus disse:

    Opara, e quem disse que isso tudo foi porque se está preocupado com o que o sulista pensa? Não se trata disse , meu rapaz, leia com atenção.
    Isso veio à tona porque trata-se de um LIVRO DIDÁTICO, uma publicação respaldada por ignorantes, uma aberração, felizmente desmascarada pelo Geo e pela deputada Isabel Cristina, que foi vitoriosa porque não tem medo de defender o Nordeste e merece nossas honras. Aplauda, desinformado.
    Não confunda o debate só porque tem inveja da deputada, Opara Watergate.
    Vão no GEO com essa conversa mole. Vão lá e mostrem esse pensamentos preconceituoso e ignorante.

  15. Pedra Linda disse:

    Petrolina Minha Terra Meu Lugar, o preconceito não se refere ao recebimento de benefícios sociais (todos os brasileiros recebem) e sim ao fato de os “sertanejos” comerem jacaré (jacarezada). Antes de tecer seu ódio contra os pobres, pelo menos leia a enquete.

  16. Opara disse:

    Jesus,

    Que defesa emocionante!! merece um cabide de emprego.
    Coragem… qual o político nordestino que tem medo de defender o Nordeste!!?
    Em que nossas vidas vão mudar …
    Deixe de falar besteira e vá estudar. Só assim vc sai da dependência do cabide de emprego, e arruma um emprego decente. O SENAI é um bom começo.

  17. SANDRO SANTOS disse:

    A deputada Isabel Cristina,como nossa força hoje no Sertão,ela se coloca em defesa desta região em todos os aspectos,inclusive quando combate os chamados paradigmas,onde um deles é essa questão do preconceito e quem leu ou tiver oportunidade de ler o livro,observá trechos como na página 16″O AUTOR CITA O HOMEM DO SERTÃO COMO DE APARENCIA INDOLENTE E TOSTADO PELO O SOL,COM ELE ESTURRICADA COMO AS PRÓPRIAS PLANTAS ESPINHENTAS E RETORCIDAS QUE O CERCAM”.
    E a deputada Cristina como defensora do Sertão, atentou para essa questão, onde a 16 anos era essa imagem que muitos estudantes formam sobre nós SERTANEJOS,Parabéns,ao Professsor,ao renomado colégio GEO e a deputada por ter abraçodo essa causa, que também é social.
    Justiça seja feita e essas distorções sejam corrigidas e até em espaços de abrangencia nacional e em horário nobre sejam feitas as devidas reparações por reportar assunto tão danoso para uma região já tão sofrida e castigada.
    SANDRO SANTOS
    Técnico Agrícola

  18. Watergate disse:

    O AUTOR CITA O HOMEM DO SERTÃO COMO DE APARENCIA INDOLENTE E TOSTADO PELO O SOL,COM ELE ESTURRICADA COMO AS PRÓPRIAS PLANTAS ESPINHENTAS E RETORCIDAS QUE O CERCAM

    E por acaso nao é verdade ?
    Eles usam aquelas roupas ridiculas de couro fedorento porque afinal ?
    Que eu saiba é pra se defender dos tais espinhos mesmo.
    A pele deles em nada lembra a pele “ariana”, se é que voce me entende.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *