Durante formatura de tenentes auxiliares, Rui Costa anuncia investimentos em equipamentos esportivos para PMBA

por Carlos Britto // 15 de julho de 2021 às 08:50

Foto: Camila Souza/GOVBA divulgação

O governador da Bahia, Rui Costa, aproveitou a cerimônia de formatura dos primeiros 102 tenentes auxiliares – promovidos através do Projeto de Lei n° 23.723/2020, que propôs alterações na legislação para acelerar promoções nas carreiras dos policiais militares e dos bombeiros militares da Bahia, sancionado no último dia 20 de abril – anunciar investimentos na área esportiva para a corporação. Durante o evento, realizado ontem (14) na Vila Militar dos Dendezeiros, Rui entregou o campo de futebol recuperado, agora com grama sintética, a pista de atletismo com nova pintura e autorizou a implantação de equipamentos em todos os quartéis do Estado. Ao todo estão sendo investidos mais de R$ 27,6 milhões em equipamentos esportivos nas unidades da PM e do Corpo de Bombeiros.

Segundo Rui, antes o fluxo da carreira tradicional da Polícia Militar não proporcionava uma progressão com a rapidez necessária. “O que é que nós fizemos? Dividimos essa carreira em dois, mantendo o rito histórico, e abrindo uma nova vertente que a gente chamou de Quadro Especial de Tenentes Auxiliares. Antes, a promoção ocorria só no ato de ir para a reserva. Agora, eles passam pelo menos três anos no exercício profissional. Melhor para a sociedade, porque antes esse profissional era remunerado já na reserva, como tenente“.

Ainda de acordo com o governador, a data de início da segunda turma será publicada nesta quinta-feira (15). “São mais cem profissionais e com isso nós vamos dar uma fluidez maior. Um número maior de pessoas chegarão para o exercício da atividade de oficial. Portanto, aquele sonho alimentado por soldados e sargentos de chegarem a oficial agora se materializa“, pontuou.

Para o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Paulo Coutinho, “foi uma excelente medida por parte do governo do Estado, no sentido de propiciar a policiais militares devotados durante uma vida, em 30 anos de serviço, o alcance do oficialato. É como se fosse um verdadeiro sonho e nós ficamos muito felizes de estarmos nesse momento à frente da corporação, propiciando isso e vendo, sobretudo, o júbilo no olhar de todos os policiais militares que se formaram hoje“.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *