Dossiê do Sinpol promete revelar mazelas das delegacias de Pernambuco

7

GEDC0191O Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol) está preparando um dossiê que deve apontar a precariedade das delegacias do Estado. De acordo com o presidente do Sindicato, Cláudio Marinho (foto), o objetivo é denunciar a falta de estrutura e cobrar mais investimentos para a categoria.

Estamos fazendo uma verdadeira radiografia das delegacias do Estado para elaborar um dossiê e apresentar ao governo do Estado. A intenção é denunciar a falta de estrutura, falta de efetivo e condições materiais. Tudo isto está sendo catalogado para cobrar as providências”.

Marinho informou ainda que no centro das reivindicações, está a sobrecarga de trabalho. Segundo ele, uma campanha está sendo desenvolvida com o intuito de orientar aos policiais que não participem do programa ‘Jornada Especial’, uma vez que, o valor pago pela jornada extra seria muito baixo.

O governo está pagando muito aquém merecem os policiais, então a falta de efetivo faz com que o Estado compre a hora extra daquele policial para ocupar o espaço vazio. Isso acaba sobrecarregando os policiais”, explica. Além dos problemas já constatados, Marinho garante que a falta de efetivo continua sendo o grande gargalo da Polícia Civil de Pernambuco.

Um dos problemas pontuais é a falta de efetivo. Nós não temos efetivo suficiente nem mesmo para tomar conta das diversas delegacias do Estado. Segundo temos as questões materiais, delegacias faltando espaço físico, com infiltrações, sem armamento. Então nosso objetivo é começar, a partir de junho, a cobrar mais presença do Estado nestes locais mais afastados” , justifica.

Falhas no Sertão

O trabalho realizado pelo sindicato já encontrou falhas graves no Sertão pernambucano a exemplo do que acontece em Santa Maria da Boa Vista, onde a Delegacia – que ainda nem foi inaugurada – já apresenta absurdos.“Em Santa Maria da Boa Vista a delegacia que ainda nem foi inaugurada já tem problemas. A janela do xadrez dá acesso ao pátio, então qualquer pessoa durante a madrugada, pode pular o muro e atentar contra a vida de qualquer um que esteja lá”, detalha.

Já em Lagoa Grande, segundo o líder, a delegacia não dispões de estrutura de funcionamento. “A delegacia não tem condições de funcionar ali. O número de veículos já toma conta da rua. No pátio da delegacia está cheio de veículos apreendidos que não pertencem mais à Polícia”, finaliza.

O relatório elaborado pelo Sindicato será apresentado em junho durante ato solene em data ainda não definida.

7 COMENTÁRIOS

  1. Basta da enrolação desse sindicato vendido. Boa parte da culpa da policia civil estar sucateada e doa policiais venderem sua folga por merreca é sua marinho, por sua inércia junto a tropa que estamos assim. Sua hora está chegando. Chegou a hora de resgatar o SINPOL e a dignidade dos Policiais Civis.

  2. Esse dossiê já está até prescrito, faz mais de 3 anos que o Sinpol passou pelas DPs para fazer esse levantamento. Me causa estranhamento essa preocupação somente neste momento em que a classe dá mostra de total insatisfação com a gestão do Sr. Marinho. Também não vi qualquer empenho da parte do sindicado em aderir a entrega dos PJES juntamente com os delegados, pois se a entrega fosse simultânea, a pressão no Governo seria bem maior e a probabilidade de que obtivéssemos exito seria grande, mas dessa forma desfragmentada vamos ser passados para trás mais uma vez.

  3. Os policiais civis de Pernambuco estão se mobilizando sem o apoio do sindicato. Saíram na frente e estão se desligando das escalas extraordinárias já neste mês de maio (copa e são joão com capacidade efetiva reduzida).

    O indigno presidente do Simpol, conhecido pelo prenome de Marinho, sabendo disso, está pedindo aos policiais civis (agentes e escrivães) o adiamento de tal ação para o mês de junho com o intuito de fazer crer que o movimento foi idealizado pelo sindicato. Ainda não se descarta a hipótese de Marinho, com o intuito de auxiliar o governo, está tentando controlar a classe.

    No entanto, graças as redes sociais (futuramente conhecidas como uma das maiores ferramentas de transformação e organização social, bem como de vigilância estatal) os servidores policiais civis estão se mobilizando em busca da devida dignidade.

    Em outrora, uma mobilização como a que está se iniciando na PCPE levaria meses para ser organizada, facilitando assim, as manobras governamentais (perseguições, remoção de servidor como forma de punição) que buscariam a desmobilização da classe.

    Hoje, com o devido uso das redes, os servidores policiais estão conseguindo se mobilizar com rapidez. Isso não quer dizer que não haverá tentativas de desencorajamento por meio da própria rede. Por isso, os policiais deverão estar atentos para verem de forma crítica e cuidadosa qualquer notícia propagada pela grande rede, devendo confrontá-la, buscando sempre a sua autenticidade, buscando sempre a VERDADE.

  4. O problema está na total irresponsabilidade e incompetência do governo campos em administrar a segurança pública no estado! cadê o tal do pacto pela vida? será que este programa só existe no comercial do governo da TV e do rádio?
    PERNAMBUCANOS ACORDEM Não podemos permitir que o governo nos engane com propagandas enganosas! O Pacto pela vida é pura manobra eleitoreira para conquistar votos! Nossas polícias estão sucateadas!

  5. FRANCISCO.

    Algumas verdades foram ditas, mas ainda, terá que ser dito que o MARINHO deixou a classe sem moral e sem poder de barganha perante o Governo, com promessas vans e de ilusão, fazendo com que a classe o carregasse como líder e negociando sua politicagem em nome do SINPOL. Vale ressaltar que como pessoa ele é UM, como sindicalista já ultrapassou o poder de barganha, o seu conteúdo já esgotou, passa a bola pra frente Marinho! tá na hora de dar oportunidade para novas cabeças serem roladas, sem magoas, voce e o seu grupo está ultrapassado. até a próxima eleição

  6. Só uma informação pra todos:
    Outros cargos que compõem a gloriosa Polícia Civil de pernambuco, Peritos Papiloscopistas e Perito Auxiliar, estão justo nesta luta. Estamos fazendo nossa parte.
    Só com união conseguimos alcançar nossos objetivos, que são todos em comum. Não estou querendo ser pessimista, se não nos unirmos, tenho uma ligeira impressão que não conseguiremos. Agente e escrivão sozinhos, causam o “calinho no governo”, todos juntos, causam um “calão no governo”.

    Meu lema é: Todos juntos, fora Marinho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome