Diretora da Funase de Petrolina nega princípio de rebelião. Blog sustenta a informação

43

Antonio MarcosDepois da repercussão negativa, a diretora da Funase de Petrolina, Nídia Maria, decidiu negar as informações acerca de um princípio de rebelião na Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase).

O fato foi registrado na última segunda-feira (16) no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case), mas em entrevista recente, Nídia rebateu as informações e também negou que um agente tenha sido ferido por um ‘Chuncho’ durante a fuga.

Segundo a diretora, o ferimento na cabeça do agente – como mostra a foto acima – teria sido provocado acidentalmente quando o agente tentou impedir a fuga do interno.

Não houve princípio de rebelião nenhum, houve apenas um problema com três meninos. Um menino tentou fugir e o monitor correu e fechou a grade e nisso machucou a cabeça e o menino estava com uma caneta e furou a mão, mas não houve princípio de rebelião nenhum”, disse.

Ainda segundo Nídia, o jovem que fugiu da instituição já procurou a Funase e pediu para retornar ao local. “Estes meninos são tratados como gente e estão sendo preparados como todo adolescente. Tanto que ontem (17) o próprio menino que fugiu nos procurou e me pediu para voltar”, disse a diretora em entrevista ao repórter Marco Aurélio da rádio Jornal.

Comentário Meu:

O Blog sustenta a informação, a tentativa existiu sim e o agente foi ferido na confusão e não foi acidente. Aliás os agentes já pediram espaço para uma entrevista onde devem revelar à falta de segurança e apoio em seu trabalho. Os jovens também estavam com chunchos (armas artesanais) nas mãos na hora da confusão.

43 COMENTÁRIOS

  1. A unidade Funase case petrolina é um grande exemplo de ressocializacao, os socioeducandos são tratados com respeito e saem preparados para o mercado de trabalho .Parabéns Nidia e toda sua equipe.

    • mesmos assim aqueles vagabundos não respeitam ninguém, produzem armas artesanais sim e na primeira oportunidade, atacam contra a vida dos funcionários que ali trabalham. CHEGA DE DESCASO OS FUNCIONÁRIOS MERECEM A SEGURANÇA E RESPEITO QUE NÃO TEM.

    • PARABÉNS AOS AGENTES QUE SEGURAM AQUELA BOMBA, QUE SEPARAM AS BRIGAS SEM NENHUM EQUIPAMENTO DE SEGURANÇA, QUE TRABALHAM SEM ESTRUTURA, QUE TRABALHAM SEM RESPEITO. NINGUÉM FALA NÉ.

      • A LEI proíbe qualquer uso de equipamento de segurança! Vá estudar o Estatuto e depois venha fazer suas reclamações. Concordo que os funcionários devem ser tratados com respeito e consideração, sim. E são! Mas daí vc querer responsabilizar a direção do case pelo não uso de armas ou qualquer coisa do tipo é demais!

    • RAFAELA GONDIM, VAI SE INFORMAR.
      QUE MERCADO DE TRABALHO QUE NADA. QUANDO OS ADOLESCENTES SAEM DE LÁ OS QUE JÁ SÃO DE MAIOR OU VÃO PRO PRESIDIO OU SÃO ASSASSINADOS.
      OS QUE AINDA SÃO DE MENOR OU VOLTA PRA FUNASE OU SÃO ASSASSINADOS.
      E ESSA É A VERDADE.

    • Parabéns ao agentes que sustentam o trabalho pesado sozinhos, na maioria das vezes sem apoio da equipe técnica, que deixa comentários como este, “para inglês ver”, e passar a impressão que está tudo bem, quando existem tantas coisas erradas.

  2. A funase de Petrolina se preocupa com os adolescentes dando dignidade e direito aos mesmos voltarem a sonhar com uma vida digna .Não concordo com essas acusações. A sociedade precisa visitar mais estas instituições para saber a verdade.

  3. Como toda instituição que acolhe menores, esse tipo de situação não está totalmente descartado.Mas posso dizer com toda certeza que o trabalho dessa casa é um trabalho maravilhoso, a equipe que compõe e cuida desses adolescentes é composta por pessoas muito preparadas.Esses adolescentes recebem carinho, oportunidades de profissionalização.Tudo é pensado e feito de forma que a ressocialização seja alcançada.Parabéns a diretora Nídia Alencar e toda equipe que realiza esse trabalho.

  4. A ressocialização é a base de tudo, a mídia mostra o que ela quer…Porque a mídia não abre espaço para mostrar as boas ações que a Funase de Petrolina faz e vem fazendo no decorrer da sua história

  5. Sou uma mãe de um Adolescente que já passou pela Funase Case e é uma grande injustiça o que estão falando,pois tive um convívio e sei que meu filho hoje esta trabalhando honestamente por causa do bom trabalho da diretora e seu funcionários.

    • injustiça? é verdade o que aconteceu, o covarde do preso agrediu o agente, isso foi tentativa de homicídio, antes de você falar em injustiça tenha conhecimento de causa. Parabéns ao blog por está mostrando a real situação desse sistema que é uma MENTIRA, muitas coisas que acontecem ficam ocultas a sociedade. Falam até que os adolescentes estão prontos para o mercado de trabalho, que mentira conta-se nos dedos os que se ressocializam, a maioria são reincidentes. É a funase é balela.

  6. Estagiei no setor de serviço social e tive muito contato tanto com adolescentes como funcionários, e percebi o trabalho e tratamento que é feito para mudança daqueles jovens que estão naquela Unidade. E respeito que a Diretora tem por todos os funcionários que fazem parte da Instituição.

  7. Venho acompanhando o trabalho das unidades de Petrolina que hoje é exemplo e modelo para outras unidades de funase. Parabéns Direção e equipe, não deixem que os acontecimentos abalem o otimismo e o bom andamento do trabalho que vocês vêm fazendo com muita dedicação e respeito na ressocialização destes jovens que se encontram presos.

  8. È uma grande injustiça , por que a mídia não vai lá no case ver como é feito o trabalho com aqueles adolescentes ,Carlos Brito vá fazer uma entrevista da realidade do dia-a-dia, vá de surpresa sem avisar .

  9. Sou ex funcionário do CASE Petrolina, trabalhei nesta Instituição com essa gestão atual, e acompanhei os trabalhos realizados para a mudança e ressocialização dos adolescentes de forma significativa para o retorno a sua família e sociedade. Parabéns case Petrolina.

  10. Todas as Unidades da FUNASE Petrolina são consideradas as melhores entidades de atendimento em todo o Estado de Pernambuco, uma vez que possuem profissionais capacitados e comprometidos com a ressocialização dos adolescentes, bem como uma estrutura compatível com o que preconiza a Legislação Menorística. Conflitos ocorrem dentro de casa, nas escolas, nas ruas… o que dirá numa instituição que acolhe adolescentes em conflito com a lei??? Acho interessante o fato da mídia local sequer publicar uma matéria acerca dos adolescentes que passaram pela Instituição e que hoje se encontram totalmente ressocializados, devido ao excelente trabalho das gestoras, técnicos e agentes socioeducativos das Casas. Os internos são reinseridos no mercado de trabalho através de oferecimento de cursos profissionalizantes, oferecidos dentro e fora das Unidades, ministrados por Instiuições renomadas como o IF Sertão e o SENAI. Procurem ter conhecimento a respeito do assunto antes de propagarem uma imagem incoerente com a realidade.O Sistema não é perfeito, tem suas lacunas; no entanto, as pessoas que laboram diuturnamente em prol destes jovens merecem respeito e consideração. Indubitavelmente é uma causa nobre, mas que exige coragem, determinação e sensibilidade para alcançar tamanho êxito.

  11. Conheço o trabalho da funase, em especial dessa unidade.Estagie vários meses, e pude acompanhar de perto o funcionamento e a forma como esses adolescentes são tratados.Recomendo para todos que desconhecem, visitem e vão constatar q Graças a deus, nem tudo está perdido.Seria muito bom q a mídia conhecesse melhor o trabalho realizado pela funase,quem sabe assim , inspiraria outras instituições sobre como realizar atendimento humanizado.

  12. que o trabalho esta muito diferente do que era antes, nao podemos deixar de negar. agora dizer q la é um céu e que nao acontece rebelião ai ja é querer mascarar a coisa demais. muitos que fazem parte da diretoria mascaram demais as coisas que esses deliquentes fazem, e fazem principalmente com os agentes que tem que ficar calados sobre forte ameça.

  13. É BURRICE NEGAR O QUE ESTÁ EXPLICITO. O FUNCIONÁRIO COM A TESTA CORTADA, COM A MÃO FURADA E O QUEREM FALAR É `´FOI UMA TOPADA“ FAÇA-ME RI. BASTA DE TANTA HIPOCRISIA ACEITEM OS FATOS É MAIS FÁCIL. CHEGA COM TANTA INSEGURANÇA OS FUNCIONÁRIOS MERECEM RESPEITO.

  14. SEMPRE MASCARAM O QUE ACONTECE NA UNIDADE, PRA QUEM INTERESSA NADA ACONTECE, MAS PRA QUEM TRABALHA LÁ, A VERDADE, É QUE TUDO ACONTECE. LEMBRANDO FUNCIONÁRIOS CALEM A BOCA SE NÃO…………

  15. Resposta a Suelãnia, você considera lá um lugar excelente e tinha medo de ficar perto dos socioeducandos. Porque seria esse medo?… É muito fácil falar de algo que você não tem experiencia própria. ou seja defender o que te traz beneficio, busque a realidade e vc será contrariada e não adianta querer passar pasta na situação. Sabe quem trabalhar lá dentro.

  16. Esse sistema é totalmente falho, para não dizer inútil. Não ressocializa ninguém. Trabalho no sistema e sei. Esses pobres Homens e Mulheres que trabalham lá como agentes são guerreiros. Não tem salário digno. Não tem direito de expressão e são proibidos de prestar queixa na polícia para na haver escândalos porque o que eles precisam é de números para as estatísticas. Não interessa a troco de quê. Houve rebelião sim. O agente foi agredido sim. E os agentes trabalham em situação de risco. A qualquer momento os adolescentes vão matar um agente lá dentro e eu não estou vendo ninguém fazer nada a respeito para a proteção desses país e mães de família.

  17. A FUNASE de Petrolina, esta de portas abertas à imprensa para acompanhar de perto o trabalho realizado na Instituição, e diante disso, vocês poderiam fazer seu próprio diagnóstico. Dizer que é fácil, sabemos que não é, problemas existem e sempre existirão, pois trabalhamos com uma clientela muito difícil que é o adolescente em conflito com a Lei; e a fase de adolescente que já não é fácil, imaginem adolescentes que chegam para nós totalmente desestruturados, com seus vínculos familiares fragilizados ou rompidos, costumo dizer que, o adolescente quando chega a FUNASE é porque as demais Instituições e políticas públicas falharam, e aí cabe a nós a difícil tarefa de não ressocializar e sim socializa-los. Então imprensa, antes de divulgar notícias negativas, denegrido a imagem de pessoas que diante de todas as dificuldades, procuram dar o melhor de si, acreditando que o ser humano é mutável e podem sim serem transformados em pessoas sociáveis e do bem, é questão de escolha.
    Se houver interesse, verifiquem as estatísticas e vejam o índice de reincidências na nossa regional, e quantos dos adolescentes que aqui passaram estão inseridos no mercado de trabalho, procuramos desenvolver nosso trabalho com compromisso, seriedade e responsabilidade e atesto o que disse a Srª Diretora do CASE que não houve rebelião, e sim uma tentativa de fuga de três adolescentes, que infelizmente feriu superficialmente o agente, quando esse tentou impedir a evasão.
    Todos nós que nos dispomos trabalhar na FUNASE, desde o momento em que somos contratados temos por obrigação de conhecer o ECA Estatuto da Criança e do Adolescente e somos sabedores de que não é permitido o uso de qualquer armamento de repressão contra os adolescentes; então o Diretor(a) não tem culpa das Leis que são impostas, apenas temos o dever de cumprida-las.

  18. Sabe o que é engraçado é que as leis supracitadas só em PE que “funcionam” em vários estados os agentes trabalham com a devida proteção. O MPT devia ficar atento ao que ocorre com os ases nessas unidades, aliás todos os órgãos fiscalizadores deveriam olhar com olhos cuidadosos para essa fundação falida.

  19. E só para completar essa farsa de ressocializaçao não existe e nunca existirá, o que existe é uma imagem totalmente distorcida da realidade apenas para as diretorias continuarem no poder.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome