Detentos de Petrolina integram coral de música

por Carlos Britto // 28 de setembro de 2021 às 21:59

Foto: Seres-PE/divulgação

Detentos da Penitenciária Dr.Edvaldo Gomes (PDEG), em Petrolina, vão ter a oportunidade de retomar as aulas de música, através do Projeto ‘Música na Escola’. A iniciativa é da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, por meio da Executiva de Ressocialização (Seres), em conjunto com a Escola Estadual Bento XVI, localizada dentro da unidade prisional. A novidade é o repertório e apresentação dos participantes.

Eles participavam das aulas musicais desde 2019 e, juntamente com outros que aderiram ao grupo, fazem parte do coral formado por dez integrantes, sendo dois instrutores e oito alunos. O repertório do coral, cujas atividades foram iniciadas em 15 de agosto deste ano, vai de canções religiosas ao frevo pernambucano, ao som do violão. Sua primeira apresentação ocorreu na semana passada para a equipe da Caravana Seres. “A cultura, seja através da arte, música, folclore, se apresenta como um agente transformador da sociedade e no ambiente prisional não é diferente“, destacou o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

O maestro Givanildo Barros da Silva, 40 anos, há quatro na PDEG, diz se sentir orgulhoso pelo convite para dá andamento ao coral. “O coral agregou  mais alunos da escola, eles sentem que estão sendo acolhidos mesmo aqui [penitenciária], a música traz o acalanto de que eles necessitam, pois muitos são abandonados pela família. Fico satisfeito por participar deste acolhimento do recluso, pois ajuda na ressocialização”, afirmou Barros.

Há seis anos na penitenciária, o aluno do coral e cordelista Valdeir Brito, 45 anos, vê sua colaboração no grupo como “uma forma de mostrar às pessoas que nada acabou“. Quanto a sua habilidade para a poesia, ele resume: “aprendi a fazer cordel desde criança e ali fui me inspirando em Deus e nos poetas de Itapetim [município pernambucano]. As professoras da escola também me inspiraram muito“.

Detentos de Petrolina integram coral de música

  1. Hadameis disse:

    E tem político na região apoiando quem “arrota” que bandido bom é bandido morto… pseudocristãos, comedores de hóstias, hipócritas, mercadores da fé pública…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *