Despejo irregular de esgoto em rua pavimentada do Loteamento Recife gera transtornos e reclamações

10

Comunitários da Rua Quinze, também conhecida por Rua Albertina Santos Maximiano, no bairro Loteamento Recife, Zona Norte de Petrolina, afirmam que apesar do logradouro ser pavimentado e dispor de uma rede de esgoto regular, algumas casas, por não haverem realizado a ligação com o sistema, estão lançando água suja diretamente na rua. Por conta disso os demais moradores do local reclamam dos transtornos, especialmente os que têm seus imóveis após as residências causadoras do problema.

Daniel Saulo, um desses moradores prejudicados, faz o seguinte relato e desabafo ao Blog:

Diversas ruas do bairro Loteamento Recife foram pavimentadas em decorrência da ação do governo municipal para melhorar a infraestrutura da cidade. Todas as ruas que foram pavimentadas dispõem de regular rede de esgoto, não sendo observada em nenhuma delas, exceto, na Rua Quinze (Albertina Santos Maximiano), o lançamento de esgoto a céu aberto e em plena via pública recentemente pavimentada.

Importante mencionar que, não obstante o referido logradouro possua mais de 40 (quarenta) imóveis, apenas 04 (quatro) deles insistem e permanecem sem ligar a sua residência à rede de esgoto, lançando água suja diretamente na rua, prejudicando os demais moradores do local, especialmente os imóveis que ficam localizados após às indigitadas residências.

O lançamento de água suja em via pública, que já ocorre há mais de 01 (um) ano, está ocasionando odor (mau cheiro) constantemente, juntando lodo na frente dos imóveis atingidos, devendo ainda ser ressaltado o fato de que a situação torna-se potencialmente perigosa à saúde, ante à possibilidade de doenças que o acúmulo de água suja pode gerar, que muitas vezes fica empoçada à frente das residências.

Enquanto essa pequena parcela de imóveis lança água suja na via, sem nenhuma providência por parte do poder público, os moradores que estão sendo prejudicados com a água suja acumulando na frente de suas residências se veem obrigados, quase que diariamente, a realizar a limpeza da via, na frente das suas casas, com a utilização de hipoclorito de sódio, para tentar minimizar o transtorno e perigo de doenças.

Os imóveis responsáveis pelo cometimento da infração possuem inclusive encanamento externo, cuja finalidade é exclusivamente destinada a jogar água suja diretamente na via.

O fato já vem sendo relatado ao Município de Petrolina-PE há mais de 01 (um) ano, através de contatos telefônicos mantidos com a Secretaria de Infraestrutura (telefone 87 3861-8124), realizados por este morador, e também outros igualmente prejudicados, porém sem nenhum sucesso, pois nenhuma providência foi adotada. Os responsáveis pela infração sequer foram notificados pelo poder público.

A situação narrada importa em flagrante violação às normas ambientais e de postura do próprio município, com destaque para a Lei Federal nº 11.445, de 5 de janeiro de 2007, bem como ao Plano Diretor do Município de Petrolina-PE, a saber, a Lei Municipal nº 1875, de 14 de novembro de 2006.”

Os moradores relataram que como não foi até agora adotada nenhuma providência pela Prefeitura Municipal, formularam denúncia perante o Ministério Público, a fim de que sejam adotadas as medidas cabíveis em relação ao Poder Público Municipal e aos proprietários dos imóveis envolvidos na situação.

Daniel Saulo/Morador – Loteamento Recife

10 COMENTÁRIOS

  1. Recentemente, ante a inércia da prefeitura que já está ciente há mais de um ano, formalizamos denúncia perante o Ministério Público, pois entendemos que a situação viola normas ambientais, podendo inclusive caracterizar crime.

  2. Como moradora da Rua em questão endosso a ” denuncia” para que as autoridades competentes tomem providências o mais rápido possível, pois conviver com esgoto a céu aberto na sua porta é que não dar mais.

  3. Um absurdo isso aí, também sou morador dessa rua e tenho que limpar constantemente a frente da minha casa, sem contar que o lôdo impregna no asfalto, aumentando mais ainda a sujeira.

  4. Moro nessa rua e não aguento mais esse mal cheiro, sem falar no risco de pegar alguma doença. Alguma providência tem que ser tomada urgentemente.

  5. Já pagamos tantos impostos para podermos usufruir de uma boa infraestrutura e recebemos uma situação dessas como retorno às nossas obrigações como cidadão. Um absurdo! Uma falta de respeito com o morador. Uma situação dessa não poderia durar nem um dia, quiçá um ano. Aonde estão os responsáveis?! Essa omissão da prefeitura é algo inacreditável!

  6. O descarte inadequado desses resíduos além do odor insuportável, tem sido um grande atrativo de moscas e insetos que são vetores de doenças como a dengue, zica e Chikungunya, que por sua vez acaba colocando à saúde dos moradores em risco. Outro fato é quando os moradores colocam os seus carros na garagem acabam levando materiais contaminantes para dentro de sua residência que também acaba sendo uma fonte de contaminação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

cinco × um =