Deputado Geraldo Coelho volta a criticar Chapéu de Palha do sertão

por Carlos Britto // 12 de maio de 2009 às 06:20

geraldo_coelho_foto_rinaldo_marquesSempre convicto de suas opiniões, o deputado estadual Geraldo Coelho (PTB) parece não ter se incomodado com as críticas que sofreu em relação ao que disse sobre o programa Chapéu de Palha, lançado aqui na região no último dia 1º de maio pelo governador Eduardo Campos (PSB).

Mais uma vez o ‘Trator do Sertão’, como é conhecido, ratificou suas palavras sobre o programa que vai subsidiar os agricultores da fruticultura irrigada durante a entressafra da produção.

Para Geraldo, Petrolina precisa é de geração de emprego e a “esmola” dada pelo Governo do Estado, segundo o parlamentar, acaba “viciando o cidadão”.     

Crédito da foto: Rinaldo Marques

Deputado Geraldo Coelho volta a criticar Chapéu de Palha do sertão

  1. ROBSON PATRICIO disse:

    Parabéns Dr. Geraldo Coelho.
    Pois o homem sertanejo precisa apenas de oportunidades pra trabalhar, o homem precisa de dignidade, respeito e salário pra cuidar de sua família.
    Se o Governo Estadual ampliar a irrigação, levando os canais de irrigação a regiões como a do Distrito de Caatinga Grande/ Dormentes grande produtora de feijão, e que se diga, apenas com as chuvas, com a irrigação teríamos uma região muito mais promissora na geração de emprego e com grande potencial no desenvolvimento agrícola; a ampliação de barragens que hoje deixam suas águas irem embora por falta de parede; a construção de novas barragens, possibilitando o fim do êxodo rural, pois, o que este povo quer é oportunidade de trabalho, nosso governador precisa urgentemente promover novas oportunidades no comercio internacional pra fortalecer a fruticultura de Petrolina. Lute Dr. Geraldo Coelho por um povo que poucos lembram de suas necessidades, a não ser pessoas como o Sr. que convivem quase que diariamente no meio destes sertanejos.

    É valido ainda lembrar a musica de nosso saudoso Luiz Gonzaga “Vozes da Seca, Composição: Luiz Gonzaga / Zé Dantas

    Seu doutô os nordestino têm muita gratidão
    Pelo auxílio dos sulista nessa seca do sertão
    Mas doutô uma esmola a um homem qui é são
    Ou lhe mata de vergonha ou vicia o cidadão
    É por isso que pidimo proteção a vosmicê
    Home pur nóis escuído para as rédias do pudê
    Pois doutô dos vinte estado temos oito sem chovê
    Veja bem, quase a metade do Brasil tá sem cumê
    Dê serviço a nosso povo, encha os rio de barrage
    Dê cumida a preço bom, não esqueça a açudage
    Livre assim nóis da ismola, que no fim dessa estiage
    Lhe pagamo inté os juru sem gastar nossa corage
    Se o doutô fizer assim salva o povo do sertão
    Quando um dia a chuva vim, que riqueza pra nação!
    Nunca mais nóis pensa em seca, vai dá tudo nesse chão
    Como vê nosso distino mercê tem nas vossa mãos”.

  2. ATENTO disse:

    Desconfio que G.Coelho está mais para esclerosado do que para trator. A senilidade fazendo seus efeitos.

  3. Robson Siqueira disse:

    Concordo com o Dr. Geraldo, queremos mais do que “pão e circo” precisamos de uma vida digna, segurança para planejar o nosso futuro, criar nossos filhos, tenho um sonho o estado do São Francisco. Esquecer a esmola do governo estadual que só faz acontecer precariamente na região metropolitana, aqui em Petrolina como disse um colega da capital. ” Aí não tem onde se deixar, nem curriculo!”

  4. Watergate disse:

    Impossivel o povao ficar mais viciado do que ja é em esmolas.

  5. Anzol disse:

    Me poupe Robson, no mínimo você também não é daqui, pois, plagiar um comentário pobre e preconceituoso como esse. manda esse teu colega da capital ir plantar batata no asfalto. Ah e da próxima vez vê se faz um comentário melhor viu??? Você só repete comentário anterior e isso é falta de criatividade ou de conhecimento.

  6. enbaladeiras não beneficiadas disse:

    Dr. Geraldo Coelho o programa além de ser assistencialista é discriminador se já foi aprovado na comissão de finanças por agente não foi benefiadas. O QUE NÓS QUEREMOS É EMPREGO!!!!!!!!!!!!!!!

  7. Comprometidos Com Geração de Empregos disse:

    Dr. Geraldo Coelho, veja as consequências negativas que o CHAPÉU DE PALHA,. OS EMPRESÁRIOS JÁ ESTÃO COM DIFICULDADE PARA CONTRATAR PRODUTORES QUALIFICADOS………………………….

  8. joel silva disse:

    Por favor pessoal , ao invés de fazer críticas a esse programa , o deputado deveria paralelamente lutar por mais emprego , o que o impede de fazer isso? Será que é por causa do chapéu de palha que os deputados não podem mais ir em busca de benefícios para a região?
    Que venham mais programas desse tipo para petrolina , onde já se viu? ser contra a vontade do povo é no minimo burrice!

  9. Jussara Guimarães Batista disse:

    Não acho que o projeto chapéu de palha seja uma esmola, mas sim um meio de trabalhadores temporários tem pelo menos o dinheiro de sua feira garantido, pois sou técnico agrícola e sei o quanto no periodo de entressafra esse povo sofre. É preciso emprego sim, mas classificar o chapéu de palha como esmola para mim não passa de crtica de oposição e de empresário que gosta de trazer os trabalhadores na rédia curta.

  10. Estado do São Francisco disse:

    Concordo com o Deputado nessa questão, assim como com a opinião de Robson Siqueira quanto à criação do Estado do São Francisco. Chega de esmolas! Chega de pão e circo! Chega de turma do fom-fom! Chega do Detran Intinerante! Tudo para Recife, esmola pra Região do São Francisco. VAMOS NOS LIBERTAR e lutarmos pelo Estado do São Francisco! Estado justo, humano e sem centralismo econômico, cultural e etc. DIGA SIM PARA O ESTADO DO SÃO FRANCISCO. Petrolina tem o direito de não querer ser dependente de Recife e nem querer pertencer ao Estado de Pernambuco. Viva ao povo São Franciscano!

  11. Filho da Terra disse:

    Pela primeira vez …depois que virou GERALDO “BEZERRA” COELHO,
    Concordo com o Deputado. isso além de ser uma esmola para esses viciados Nordestino é um dos maiores e Maquiavequel compra de voto dos ultimos tempos chamado por muitos como CHAPÉU DE VOTO pois isso é só pra legalizar a compra do voto, é uma vergonha em pleno seculo 21, aparecer gente com essas praticas ARRAESzista e a justiça calar-se, isso era do tempo do Avô do governador que era uns dos coronés que usava a miséria do povo para se Eleger. então Deputado concordo com o senhor e tenha certeza a mão de Obra já tá dificil devido a Bolsa Familia imagine agora com o Chapéu de Voto ou “chapéu de palha”.

  12. Luiz Carlos Soares disse:

    Robsom Patricio,nem vc nem seu deputado sabem o que é não ter o que comer, realmente precisamos de emprego, mas enquanto o emprego não vem? passe-se fome? Me poupe Robsom, deixa a bajulação de lado evamos tratar as coisas com seriedade e nao com senilidade

  13. Robson Siqueira disse:

    Anzol, não sei o seu pensamento sobre a cidade de Petrolina, mas respeito a sua opinião, estou aqui para debater ideias. Não ganho nada de politico, não tenho o rabo preso. Falo o que penso e acho que isso deve ser levado em conta.

    Obs. Nunca Votei em ninguem da familia Coelho isso basta não defendo ninguem, mas falar que a familia Coelho não trouxe beneficios para nossa região é negar o passado. Conheçam mais a sua cidade, andem pelos lugares que ando e parem de defender o Governado…VIVA AO POVO SÂO FRANCISCANO como disse o amigo antes.
    T.F.A.

  14. jonhdeible disse:

    Deixo um questionamento para vcs!

    Quando se asfalta uma rua que dá acesso a uma impresa ou se retira imposto chamamos isso de incentivo! más quando nos preocupamos com os mais necessitados vcs chamam de esmola…

    Perguntem aos que foram se inscrever o que eles acham, se é justo ou se é esmola!!!!!

    A grande polêmica disso é que dessa vez o programa não veio por intermedio do Deputa trator, e sim da Dep. Isabel Cristina.

  15. SEM PACIENCIA disse:

    ESPERO QUE NO PRÓXIMO ANO O DEPUTADO NÃO ESTEJA USANDO O CHAPEU DE PALHA PARA PEDIR VOTOS, HOJE É ESMOLA AMANHÃ ELE APOIA PARA PEDIR VOTOS, QUE TODOS OS TRABALHADORES RURAIS E ASSALARIADOS NUNCA ESQUEÇA A POSIÇÃO DO DEPUTADO GERALDO COELHO

  16. Robson Siqueira disse:

    jonhdeible, O problema não é o povo necessitado é sim a falta de emprego, hoje se possuí essa quantia mas e amanhã(Mudança de Governo ou extinção do programa)? caso existe-se algumas industrias aqui no cemiterio ( Distrito industrial) iria haver salário pro povo, direito de escolher o ramo de atividade. Não sou produtor rural e nem defendo a grande oferta de mão de obra barata ou a sua reserva. Vamos qualificar o povo e desenvolver está cidade.

    A univasf foi criada para atender o povo da região, não para a migração de pessoas dos grandes centros, imagine os filhos destes trabalhodores será que o exclusivo motivo da não entrada deles é a falta de vontade? Acho que salvo raras excessões alguns continuaram a viver a mesma vida dos pais, sempre a base da piramide social e nunca o topo.

    Saudações.

  17. PROJETO NM-03 disse:

    Robson Siqueira eu concordo com você!!!
    Eu moro hámais de 18 anos na aréa irrigada, e tenho criticado bastante a questão do desemprego e desvalorização dos que moram nessas áreas que só geram riqueza. Muitos dos filhos de produtores e dos que trabalham para os produtores ou empresários não tem como objetivo de vida continuarem trabalhando na agricultura. Temos a UNIVASF a FACAPE e a UPE para eles se realizarem se ligando a um curso que os promovam. Mais façamos uma pesquisa e vejamos o numero de aprovados lá de onde são. Da mesma forma é nas empresas da região, dificilmente eles prefirirem um morador da area irrigada a um que more nos bairros ou centro da cidade.
    Daí os deputados acharem que temos que nos conformar-mos com esse chapeu porque o que estamos precisando é tão somente isso.

  18. Lau... disse:

    PARABÉNS GERALDO COELHO….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *