Juazeiro: Delegada diz que não vai divulgar detalhes sobre homicídio de professora para não atrapalhar investigações

6
Élida Márcia Souza foi assassinada em Juazeiro. (Foto: Reprodução WhatsApp)

A delegada Lígia Nunes, que investiga o assassinato da professora Élida Márcia de Souza, ocorrido na manhã de hoje (20) no bairro Alto do Alencar, em Juazeiro (BA), disse que detalhes sobre o caso não serão divulgados, para não atrapalhar as investigações. Ao G1-BA, a delegada informou, entretanto, que algumas pessoas já foram ouvidas.

A professora – que lecionava na rede particular de ensino – foi morta a tiros na manhã de hoje, quando estava dentro do carro da família, a caminho do trabalho, junto com o marido e a filha. O companheiro dela ficou ferido por estilhaços.

A delegada confirmou que Elida Márcia estava no banco do carona, quando uma moto com duas pessoas se aproximou do veículo. Um dos criminosos desceu da motocicleta e atirou contra a professora.

Élida morreu no local. O corpo da professora foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade. Não há informações sobre o enterro. O marido dela foi encaminhado para uma unidade hospitalar da região. A filha da vítima não foi atingida mas, segundo a delegada, está em estado de choque.

6 COMENTÁRIOS

  1. coisa das mulheres doentes de ciume dessa região. Homem aqui vale ouro, vale até matar pra ter posse do homem.
    petrolina e jua é a região que as mulheres buscam pela ascensão na vida nas costas dos homens. É um vale tudo

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome