Corpo de Bombeiros de Petrolina realiza sonho de criança ao participar de festa de aniversário

4

O pequeno Mateus Barbosa realizou seu grande sonho no último sábado (27). Ele, que é apaixonado pelo trabalho dos bombeiros, vinha há muito tempo sonhando com uma festa que refletisse essa admiração, e, nos detalhes, mostrasse o significado do seu carinho pelos profissionais.

Para realizar o sonho de seu filho, Mona Barbosa, moradora do bairro Areia Branca, zona leste de Petrolina, não mediu esforços para, de maneira simples, oferecer um pouco do que o pequeno vinha pedindo. Ela entrou em contato com o Corpo de Bombeiros de Petrolina e, através de oficio, perguntou sobre a possibilidade do envio de uma guarnição, e eles atenderam.

Os cinco anos do pequeno Mateus foram comemorados de uma maneira única, isso porque, além da festa com o tema, o garotinho também pôde ficar frente a frente com seus heróis da vida real e se divertir com eles, de sentir, no pequeno momento da festa, como se também fosse um deles.

“Desde o começo do ano ele diz, ‘mamãe eu quero uma festa dos bombeiros’, ele é louco pelos bombeiros, então eu disse tá bom, eu vou fazer um bolinho. Desde o começo de julho que ele vinha dizendo, eu quero um bolo vermelho, eu quero bolas vermelhas, eu quero bombom vermelho, mesa vermelha, eu perguntei o motivo e ele disse, porque é a cor do bombeiro”, explicou Mona.

“Foi surreal, a coisa mais linda. Eles foram muito atenciosos, muito carinhosos, de um profissionalismo perfeito, e eu não sei quem estava mais alegre, eles, meu filho ou a família”, continuou, emocionada. De acordo com ela, cinco bombeiros foram enviados, os cinco estavam de folga e participaram da festa e das brincadeiras junto com as crianças.

4 COMENTÁRIOS

  1. Hoje se paga um luxo para funça público participar de festinha, é de doer na alma.

    Antigamente as crianças queriam ser donas de seus próprios negócios, ou alguma função de destaque na iniciativa privada. Hoje querem é a mamata do serviço público, em especial polícia e afins por que se aposenta cedo em detrimento dos outros, por isso as milhares de vagas que são abertas anualmente. O resultado são um monte de jovens desempregados e o avanço da profissão “concurseiro”, que não agrega um único real de valor à economia do país. O Brasil está perdido com essa geração. Só há uma saída: o aeroporto! O último que sair apague a luz.

  2. Ola senhor denominado como “Defensor da liberdade” , pois no minimo nao tem caráter para comentar com o próprio nome .
    Não vejo nenhum problema em uma criança querer homenagear de alguma forma os seus heróis , sejam eles , militares ou apenas dos quadrinhos. O erro nao esta nele e sim na sociedade que julga todos os profissionais da área militar como se so estivesse ali apenas por dinheiro, muitos estão por amor a profissão , que com certeza o senhor nao sabe do que se trata, e ja que fala tanto em em mamata do serviço publico, talves você também seja uma daqueles frustrados que nao conseguiu uma vaga para ser policial, bombeiro , ou de qualquer área do serviço publico na qual é medido o seu nivel intelectual( que ja percebi que é bem baixo ). E sugiro que leia melhor a matéria , pois lá ta dizendo que os militares que compareceu ao aniversário do menino Mateus estavam de folga , ou seja , se desponibilaram a participar desse momento sem receber um centavo a mais , ja que para o senhor o que da para notar que o mais importa são valores financeiros do que a emoção que esses militares proporcionaram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome