Confiram cronograma de vacinação para esta quarta-feira em Juazeiro

por Carlos Britto // 12 de outubro de 2021 às 19:30

Foto: PMJ

O município de Juazeiro (BA) divulgou o cronograma de vacinação para esta quarta-feira (13). O público com 18 anos ou mais, poderá buscar pelas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) Argemiro, Alto da Aliança e Itaberaba. O horário é de 8h às 12h. É preciso levar RG, CPF, Cartão SUS e comprovante de residência.

A aplicação da segunda dose de Oxford, Pfizer e CoronaVac será no Juá Garden Shopping, Escola Iracema Pereira Paixão (bairro São Geraldo), Auditório do Centro de Saúde III (bairro Angary) e nas UBSs CSU, Jardim Flórida, Maringá e Tabuleiro. O horário é das UBSs Jardim Flórida, Maringá, Tabuleiro e do Auditório do Centro de Saúde III é das 8h às 12h. Os demais pontos funcionam de 8h às 11h30 e das 14h às 16h. É preciso levar RG, CPF, Cartão SUS, comprovante de residência e cartão de vacina.

Poderão receber a dose de reforço: idosos, residentes em Juazeiro, com 60 anos ou mais e que tenham intervalo de 6 meses em relação à última dose; profissionais de saúde ativos e lotados em Juazeiro e que tenham intervalo de 6 meses em relação à última dose; e imunossuprimidos que possuam intervalo de 28 dias em relação à última dose.

A vacinação será na Univasf Auditório do Centro de Saúde III (bairro Angary) e na UBS João Paulo II. O horário da UBS e da Univasf é das 8h às 12h e das 14 às 16h. O Auditório funciona de 14h às 16h. É preciso levar RG, CPF, cartão SUS, comprovante de residência e cartão de vacina. O trabalhador de saúde deve levar também o comprovante de vínculo empregatício atualizado (a exemplo do contracheque). Os imunossuprimidos também precisam levar original e cópia do laudo médico (a cópia ficará retida).

São considerados imunossuprimidos as pessoas com doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticóide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas.

Tags: ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *