Comparações com Petrolina incomodam jovens lideranças de Juazeiro

6

Parte de uma geração conectada dos smartphones e grupos de redes sociais, os juazeirenses Jeferson Lima e Jadson Alves são duas jovens lideranças bem antenadas ao trabalho das câmaras de vereadores de Juazeiro (BA) e Petrolina (PE). Ativos na política desde a época da escola, os rapazes não se sentem representados pelos seus atuais legisladores. “É preciso tirar as raposas velhas da política e dar uma oportunidade pra quem é novo”, avalia Jadson Alves. Em visita a este Blog, eles também expuseram insatisfação com o andamento dos projetos públicos, na cidade vizinha.

Você consegue ver claramente a paixão de Miguel Coelho por esta cidade, e isso faz toda a diferença dentro de uma gestão. A coisa pior pra quem mora em Juazeiro é ver o grau comparativo, porque dói ver as pessoas tentando comparar as duas cidades, porque Petrolina avança nisso, naquilo, e Juazeiro, não”, lamenta Jeferson Lima.

Eles apontam como causa para essa “estagnação” a passividade de um “Legislativo quase todo subordinado” ao governo municipal. “Só este ano é que dois vereadores foram à tribuna criticar as ações do prefeito”, afirma Jadson, antes de ser interrompido pelo colega: “Há certa descrença dos jovens na política, atualmente, e eu não vejo nenhum político capaz de representar a juventude do jeito que queremos”.

Eles ressaltam, no entanto, que não estão à procura de salvadores da pátria e criticam a “política personalíssima”. Jeferson ainda enfatiza que prefere ter voz ativa e expor sua opinião, quaisquer que sejam os ambientes de convivência. “Antigamente, o chefe de família era quem dizia em qual candidato deveríamos votar, hoje nós fazemos uso de nossas opiniões e, às vezes, até esclarecemos nossos pais sobre o perfil de determinado político”.

Candidaturas

Com as eleições municipais se aproximando, os dois também não descartam a possibilidade de lançarem suas candidaturas em 2020. “Há um processo de transformação no país e com certeza vamos precisar da juventude para nos representar bem, diante da situação que vivemos hoje”.  Jeferson e Jadson, porém, sabem que tudo dependerá do cenário político. “O que não é mais negociável é a atenção que a classe política precisa  ter com a gente”, concluem.

6 COMENTÁRIOS

  1. Como morador de Petrolina eu lamento a situação em que se encontra a vizinha cidade, fico na torcida para que a próxima gestão seja totalmente diferente da gestão amadora que atualmente “dirige ” Juazeiro.

  2. Depende da população de Juazeiro mudar. Tirar as velhas raposas que paralisaram Juazeiro. Que faz anos não vimos grandes mudanças significativas, a cidade que com grande potencial, povo receptivo, alegra fica a mercê de projetos pessoais para salvar empresas, administrações pífias, onde se quer sabe, de fato, quem é o prefeito

  3. Kkkkk tenho que rir mesmo…que diferença tem estas duas pífias e porcas cidades??? Tudo o mesmo antro de semi analfabetos, cidadezinhas sem saneamento básico, representantes porcos e uma educação nojenta dentro e fora das escolas. Vão trabalhar pora e se tiver tempo e grana, desce para o Sudeste e ai sim vera minimamente o que é organização….

  4. PRECISAMOS CONVERSAR PREZADOS JOVENS, POIS ELABOREI UM PROJETO PARA A NOSSA QUERIDA JUAZEIRO/BA E PELO QUE VI EM VOCÊS, O PROJETO TEM MUITO HAVER COM O PENSAMENTO DOS DOIS. SE POSSÍVEL TELEFONE-ME OU ENCAMINHE UMA MENSAGEM PARA O MEU WhatsAPP (749.8828-0349.

  5. E quem disse que em Petrolina o legislativo não é pau mandando do prefeito? Aprovam empréstimos de montantes a pagar multimilionários, aumentam impostos atrás de impostos, e ainda ficaram caladinhos quando a prefeitura foi envolvida em escândalo de corrupção nacional.

    Aliás não sei que avanço está tendo em Petrolina, tirando a agricultura todos os outros setores vão mal, desempregando pessoas, a saúde está péssima, e a educação também. Se obra de cal e cimento na orla representasse desenvolvimento, o Brasil deveria ter virado potência mundial na era PT.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome