Com professores em todas as salas de aula, Nova Semente iniciará ano letivo nesta segunda-feira mais fortalecido

1

Com muitas novidades, o ano letivo para os alunos do programa de primeira infância Nova Semente, em Petrolina, começará nesta segunda-feira (19). A principal novidade, de acordo com a coordenação do programa, é que todas as turmas terão professores.

Estamos fortalecendo o atendimento de forma integral, trazendo o programa para um cunho mais educativo. Cada turma do Nova Semente terá uma professora, algo jamais visto na história do programa. Quando a gente propõe o atendimento integral, a gente não pode pensar só em educar, temos também que pensar no cuidar. As educadoras são formadas para essa atenção aos cuidados necessários com as crianças”, frisou Poliana Castro, coordenadora do Nova Semente.

De acordo com Poliana, a capacidade de atendimento é de até 7 mil crianças do berçário ao maternal II (6 meses até 3 anos e 11 meses) de forma integral e gratuita em 78 unidades. O Nova Semente vai seguir ao calendário com 200 dias letivos e ainda existem vagas em algumas unidades. “Mais de 6 mil matrículas já foram efetivadas, mas a nossa projeção é para 7 mil crianças. Algumas unidades ainda têm vagas ociosas e as matrículas ainda podem ser feitas”, reforçou.

Valorização

Poliana também explicou que a atual gestão reforçou os investimentos no programa e passou a arcar com as reformas das unidades. “Antigamente existia uma prática de todo mundo [os pais] participarem de sorteios, conseguirem patrocínios para alugar o prédio e adquirir o mobiliário para se construir uma unidade, e ainda precisavam realizar a manutenção do prédio. Na atual gestão, a prefeitura assumiu essa responsabilidade”, disse a coordenadora, destacando, ainda, a valorização profissional dos educadores e o atendimento aos quesitos estabelecidos pelos órgãos reguladores.

Vale lembrar que o Nova Semente tem uma nova entidade conveniada: o Fundesf. Poliana disse que a responsabilidade pela contratação das novas funcionárias é da nova conveniada. De acordo com ela, o município deu o perfil técnico-pedagógico que deve ter para trabalhar nessas unidades, mas a contratação é feita exclusivamente pela conveniada. “Esses critérios seguem uma resolução do Conselho Municipal de Educação, indicando quantos profissionais deveriam ter por sala e qual a formação de cada um“, finalizou. (foto 1/divulgação)

1 COMENTÁRIO

  1. Meu Deus!!!!!
    A Fundesf???
    Os políticos sabem porque eles têm baixo prestígio na sociedade, mas acho que gostam disso.
    Essa gestão trocou seis por meia dúzia. Entrem no site da fundesf e vejam o desempenho e a qualidade dessa instituição…

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

nove − dois =