Com críticas a Ciro Gomes e FBC, Boulos pede unidade da esquerda para enfrentar Governo Bolsonaro

10
Crédito da foto: Jean Britto/divulgação

O ex-candidato a presidente da República pelo PSOL, Guilherme Boulos, foi categórico ao analisar o papel da esquerda na atual conjuntura do país. Numa entrevista coletiva na Câmara de Vereadores, em Petrolina, onde cumpriu agenda na última sexta-feira (13), Boulos cravou: “Nós temos de buscar construir o máximo de unidade para enfrentar o Governo Bolsonaro”.

A declaração dirigiu-se sobretudo a Ciro Gomes (PDT), que também disputou a eleição presidencial de 2018, o qual vem insistindo nas críticas ao movimento ‘Lula Livre’ e à própria esquerda.

Acho que agora, ficar com ranço ou ressentimento, ficar criando uma situação de disputas menores, quando temos um governo atacando a soberania nacional, entregando nosso patrimônio, atacando direitos sociais, comprometendo nossa democracia, não está à altura da tarefa histórica que nós temos nesse momento”, rebateu.

Ainda em relação a Ciro, Boulos disse ainda que “a vida não é feita de santos, mas de pessoas que cometem erros e acertos”.Se a gente fosse listar os erros de cada um na política, quem não tiver nenhum que atire a primeira pedra. Eu acho que o Ciro não poderia atirar”, alfinetou.

FBC

Sobre o líder do Governo Bolsonaro no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB), Boulos também foi contundente. Ao ser perguntado sobre o cenário eleitoral de Petrolina para 2020, o líder do PSOL disse não ter o devido conhecimento. Disse apenas que, do lado em que FBC estiver, o partido estará do outro. “Ele representa um projeto que está destruindo o Brasil. O líder de Bolsonaro no Senado Federal está agora arquitetando a aprovação da Reforma da Previdência, que ataca a aposentadoria do povo brasileiro. Ele é o articulador, e não sei como ele não tem vergonha disso, para a sabatina do Eduardo Bolsonaro virar embaixador nos Estados Unidos. Nós não pactuamos com esse tipo de coisa e queremos distância”, disparou.

10 COMENTÁRIOS

  1. Como pode bandido vim a Petrolina falar de conjuntura política contra Bolsonaro?…Bolsonaro que está organizando a casa , Casa essa que o PTralha juntamente com esses ai lapidaram a nação Brasileira…Porque esse bandido não se junta ao Brasil pra reaver todo o dinheiro do BNDS que eles mesmos colocaram em países sem credibilidade.

  2. Pilantra, é mais um exemplo de brasileiro que está contra o Brasil! A política não tem mais espaço para vocês! Apesar das caneladas, reconheço as falhas, o atual governo está devolvendo a esperança aos brasileiros. Você já parou pra pensar se Haddad tivesse ganhado? Fica a reflexão.

  3. Petrolina nao e Juazeiro ….Petrolina e terra de gente inteligente e nao se deixa levar por lavagem celebral….Petrolina e grande senhor Larapio…Petrolina precisa de gente pra somar e nao pra dividir o povo dessa terra e sabio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome