Coluna do Blog

2

O teatro dos horrores de contratados e concursados

Quando o antológico religioso Monsenhor Ângelo Sampaio profetizou que Petrolina seria a ‘Terra dos Impossíveis’, ele falava que, nesta terra, todo impossível poderia se tornar real pela vocação aguerrida e vencedora da cidade.

O monsenhor não sabia, mas o ‘impossível’ que profetizou viria também em atos e ações que seriam impossíveis ou, ao menos, inimagináveis para nossa vã compreensão: Quando na história de Petrolina se viu vereadores e integrantes da oposição política da cidade ficarem contra os concursados, defendendo os provisórios?

É exatamente isso que está acontecendo. Agora, quando o jogo e o interesse político são mais fortes, quando o desgaste do outro é mais necessário que a razão, esquece-se os valores ou as bandeiras mais elementares de uma luta. Agora é ficar contra para que o outro não prospere. A qualquer preço.

Também é fato que o modus operandis usado para dispensar as pessoas não poderia ser mais estabanado. Faltou mesmo planejamento e mais tranquilidade  para comunicar o fim do contrato de alguns profissionais. É preciso, sim, mais cuidado.

Mas também não é razoável usar as pessoas, suas dores e seus sentimentos para politizar quando, em outros momentos, muito adequados, essas mesmas pessoas eram tachadas de “invasores dos empregos dos concursados”, que deveriam estar fora a todo custo.

Nunca a frase “ao sabor do vento” pôde ser usada aqui com tanta propriedade. Mais valores, minha gente, menos teatro com a vida das pessoas. Não são expectadores, são vítimas.

Cobranças

O vereador Domingão da Aliança (PRTB) voltou a fazer cobranças à Prefeitura de Juazeiro (BA) por melhorias no Bairro Antônio Guilhermino. As reivindicações foram feitas na tribuna da Casa Aprígio Duarte Filho. A principal é a conclusão do saneamento básico da comunidade. Domingão também voltou a pedir aos colegas vereadores para reforçarem as cobranças a Paulo Bomfim (PCdoB).

Em busca de investimentos

O deputado estadual Zó (PCdoB) e o vereador de Pilão Arcado (no norte da Bahia), Paulo José, tiveram, ontem (3), uma reunião com Milton Barbosa, superintendente de economia solidária do Estado. Segundo Zó, na reunião foi tratado sobre recursos para o município, como também para a Exposição de Caprinos e Ovinos de Uauá e do Festival do Morango e Agricultura Familiar de Morro do Chapéu.

Odacy e Lucas

Sonhando em disputar novamente a Prefeitura de Petrolina, o atual presidente do IPA, Odacy Amorim, vive uma ‘sinuca de bico’. Embora seja considerado pré-candidato, bem como o deputado estadual Lucas Ramos (PSB), o petista integra a base do governador de Pernambuco Paulo Câmara, igualmente a Lucas, e não deve estar à vontade com as declarações de outra petista, a federal Marília Arraes, que quer a legenda disputando as principais prefeituras do Estado longe dos socialistas em 2020.

2 COMENTÁRIOS

  1. Para mim um concursado é pior do que um comissionado, pois estes últimos podem ser demitidos a qualquer momento, e não são sindicalizados. Já os concursados não podem ser demitidos facilmente e ainda são sindicalizados, podem parar qualquer governo a hora que quiserem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome