Coluna do Blog

0
Foto: divulgação

João Campos e Lucas Ramos agradecem votos dos sertanejos

Os deputados do PSB João Campos e Lucas Ramos, respectivamente federal e estadual, arranjaram um espaço na agenda para agradecer os votos recebidos em municípios do Sertão do Araripe. Passaram juntos por Exu, Moreilândia e Granito dando pistas de que devem trabalhar lado a lado por muito tempo.

Os dois têm a responsabilidade de reoxigenar o PSB e cuidar do futuro da legenda, inserindo novos quadros e modernizando o jeito de fazer política, desafios grandes e necessários. João carrega, ainda, o DNA do pai e do avô – lideranças históricas – e será bastante cobrado por isso ao longo de toda a sua carreira, em que ele acredita ter potencial para voos altos.

Lucas sabe da força do correligionário e já vem trabalhando ao lado do “menino de Eduardo” para ser a referência do partido na região. Afinal de contas, ter um empurrãozinho de um herdeiro da família Campos ajuda muito. Se os dois conseguirão corresponder a toda expectativa gerada em torno deles, só o futuro dirá.

Investimentos para Parnamirim

O prefeito de Parnamirim (PE), Tácio Pontes, vem mostrando muito traquejo político, apesar de jovem, para atrair recursos ao município. Pontes conseguiu uma nova ambulância e uma picape S10 para a Secretaria de Saúde, além de um trator novinho em folha que será destinado à Secretaria de Infraestrutura

Homenagem aos técnicos agrícolas

A vereadora de Juazeiro (BA), Neguinha da Santa Casa (PSD), protocolou projeto de lei para instituir na cidade o Dia Municipal do Técnico Agrícola. Segundo ela, Juazeiro tem muitos profissionais dessa área e é de suma importância uma data para comemorar as conquistas desses profissionais.

Com Bolsonaro e talvez sem Isaac

Há quem diga que o futuro de Juazeiro (BA) é incerto junto ao governo federal, a partir de 2019, com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) no poder. Apoiador do PT, o prefeito Paulo Bomfim (PCdoB) pode não ter Isaac Carvalho (PCdoB) na Câmara Federal, caso o ex-prefeito não consiga tomar posse como deputado, o que poderia dificultar ainda mais a busca de recursos. Rui Costa, governador da Bahia, também não deve ter uma relação fácil com o presidente, o que gera uma série de interrogações. É aguardar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome