Coluna do Blog

5

O papelão dos vereadores de Petrolina e Juazeiro

Os vereadores de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA) decidiram não mais trabalhar por conta do movimentos dos caminhoneiros. Ao que consta, nenhum deles dirige caminhão ou está impedido de ir trabalhar, mas vossas excelências, pagas pelo erário, pelo povo que lhes confiou o voto, sentem-se diferenciadas.

Nas duas cidades, milhares de trabalhadores vão fazer um esforço a mais para ir trabalhar.

Muitos estão sem combustível, mas vão de coletivo, mototáxis, carona, bicicleta e até a pé. Quem precisa trabalhar, não faz drama. Tem é responsabilidade.

Os vereadores ganham um bom salário e têm um enorme aparato de apoio, portanto essa decisão é absurda e injustificável.

O pior é a desfaçatez dessa decisão, que acontece em um momento tão delicado e com tanta descrença no meio político. Vereador é o representante mais próximo do povo e precisa dar exemplo e ter bom senso. Fugir do trabalho em um momento que a comunidade mais necessita de ações, é no mínimo covardia. E indecência.

Na mira do MPPE

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio da comarca de Carnaíba, no Sertão do Pajeú, expediu recomendação que orienta os proprietários de posto de gasolina a não realizarem aumento no preço dos seus produtos. A medida visa a proteger o consumidor neste momento de desabastecimento, evitando que empresários tirem proveito da situação para realizar aumentos abusivos. Os donos de postos de combustível que tiverem realizado aumento devem informar à Promotoria de Justiça da cidade, no prazo de cinco dias, justificando o motivo que levou à realização do incremento do preço. A recomendação foi, ainda, enviada à Polícia Civil (PC).

Orocó em emergência

A Prefeitura de Orocó (PE) é mais uma a decretar situação de emergência, em virtude das dificuldades de abastecimento e falta de insumos, ocasionadas pela greve nacional dos caminhoneiros. No decreto, o prefeito George Gueber (PT) estabelece ponto facultativo para todos os servidores municipais, exceto para os de prestação de serviços essenciais, tais como atendimento médico-hospitalar, vigilância de prédios públicos e coleta de lixo. A medida foi assinada ontem (28) é válida até 1º de junho.

Assistência garantida

O governador da Bahia, Rui Costa, assegurou todas as medidas necessárias para fazer chegar o combustível aos municípios do Estado para abastecer ambulâncias e ônibus escolares, além do transporte de oxigênio e medicamentos, entre outros produtos essenciais à população. A garantia foi dada ao prefeito de Bom Jesus da Lapa e presidente da UPB, Eures Ribeiro, no fim da tarde desta segunda-feira (28). Hoje (29) Ribeiro irá acompanhar todas as ações para reduzir os transtornos causados pela greve de dentro da sala de situação montada no COI, no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

5 COMENTÁRIOS

  1. Os vereadores de Juazeiro não podem parar!
    Na semana passada eles estavam indo de carroça e bicicletas.
    Ou isso era só mais uma mutreta para enganar o povo?
    Será?

  2. Esses vereadores mostram a realidade do pais,sempre trataram a população como uns idiotas,eles não querem trabalhar e a população?
    Os caminhoneiros e a população está passando por isso devido a políticos incompetentes, conseguiram destruir a petrobras e agora querem recuperar de qualquer jeito,

  3. ESSES NOBRES VEREADORES SÓ TRABALHAM NOS ANOS DE ELEIÇÕES PARA GARANTIR SUAS ELEIÇÕES, PORQUE NESSA HORA DE CRISE, EM VEZ DE TRABALHAR MUITOS ESTÃO NOS AEROPORTOS VIAJANDO PARA AS CAPITAIS PARA TOMAR BANHO DE MAR, ISSO É UMA VERGONHA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome