Coluna da Folha: Operação da polícia nas câmaras de Lagoa Grande e Arcoverde acende alerta

por Carlos Britto // 27 de maio de 2022 às 07:10

Foto: Ascom PCPE/divulgação

Caiu como uma bomba em todo o Interior a notícia de que as câmaras de vereadores de Lagoa Grande e Arcoverde, no Sertão, estariam sendo alvos de uma operação da Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) deflagrada na manhã desta quinta-feira (26). Com o sugestivo nome de “Capacitados”, a operação teve o objetivo de identificar e desarticular uma associação criminosa voltada à prática de peculato, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.

As investigações começaram em agosto de 2019 e foram assessoradas pela Diretoria de Inteligência (Dintel) e pelo Laboratório de Lavagem de Dinheiro (LAB) da PCPE. Na execução, estão sendo empregados 25 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães.

A ação policial é vinculada à Diretoria Integrada Especializada (Diresp), sob a presidência de Andrei Rocha, titular da 1ª Delegacia de Combate à Corrupção (DECCOR), unidade integrante do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (DRACCO).

Causando muita apreensão nas cidades e em quem fazia parte, foram  cumpridos seis mandados de busca e apreensão domiciliar, medidas de bloqueio de ativos financeiros, suspensão de atividade econômica e de participação em licitação – todos expedidos pelo Juízo da Vara Criminal da Comarca de Arcoverde.

“Foram duas operações deflagradas, e entre os investigados tinha um vereador que é residente no município de Petrolina (PE). No caso ele compõe a câmara legislativa de Lagoa Grande”, destacou Andrei Rocha, titular da 4ª Delegacia de Combate à Corrupção.

Ele informou ainda que, em tese, o ordenador de despesas da Câmara Municipal dos municípios citados contratava empresas para oferecer cursos de qualificação para vereadores e cargos comissionados. Porém, de acordo com as investigações, parte desse pessoal não participava das capacitações e isso acabava gerando as chamadas ‘diárias’.

Todos os envolvidos poderão responder por associação criminosa, peculato, corrupção ativa e passiva.

Bebeto fecha parceria

O ex-prefeito Bebeto Albuquerque, figura tradicional da política de Barra de Guabiraba, fechou apoio a Miguel Coelho (UB) para governador. Bebeto foi prefeito de Barra de Guabiraba por três mandatos. “Vamos trabalhar para mudar a realidade de Pernambuco e de nosso povo de Barra de Guabiraba. Miguel é o melhor nome na oposição. Tenho certeza de que, depois que nossa população conhecer tudo o que ele fez por Petrolina, vai querer o mesmo para nosso estado”, discursou animado.

Uma graninha a mais não faz mal

Os vereadores do município de Vitória de Santo Antão, no Agreste, estão rindo à toa. Eles acabam de aumentar os próprios vencimentos em 26%, mas para valer somente em 2024. A remuneração mensal vai passar de R$ 10 mil para R$ 12,6 mil, a partir da legislatura. Agora, pra fazer valer de verdade, a turma tem que correr mais para garantir a renovação de mandato e aproveitar o aumento.

O drama dos lixões

Os lixões continuam dando dor de cabeça aos prefeitos e ex-prefeitos do Interior. O Tribunal de Contas do Estado (TCE) segue atuando e, na última quarta-feira (24), a Primeira Câmara homologou dois Autos de Infração contra o prefeito de Custódia, Emmanuel Fernandes de Freitas, o ‘Manuca de Zé do Povo’ (PSD), e o ex-prefeito de Orobó, Cléber José de Aguiar da Silva, o ‘Chaparral’ (UB), por não enviarem ao TCE plano de ação explicando à eliminação dos lixões em suas localidades. Quem relatou os processos foi o conselheiro Valdecir Pascoal.

Coluna da Folha: Operação da polícia nas câmaras de Lagoa Grande e Arcoverde acende alerta

  1. Paulo disse:

    Todos inocente se o maior ladrão de todos os tempo é inocente e pode ser presidente esses aí estão só se aperfeicoando para ficar especialista.

  2. iagu disse:

    Ótimo trabalho. Obrigado por divulgar britto!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.