Coluna da Folha: Joel da Harpa e as múltiplas candidaturas da oposição para derrotar o PSB

0
Foto: Blog do Carlos Britto

O Partido Progressistas (PP), presidido em Pernambuco pelo deputado federal Eduardo da Fonte, integra a base do governador Paulo Câmara (PSB) na Assembleia Legislativa (Alepe). Apesar disso, o deputado estadual Joel da Harpa (PP) sempre deixou às claras sua “postura independente” em relação ao Palácio do Campo das Princesas. E ratifica esse posicionamento ao demonstrar otimismo com as articulações da oposição rumo às eleições 2022.

Em visita ao Interior, Joel da Harpa lembra que em 2018 o grupo oposicionista que havia lançado mais uma vez o então senador Armando Monteiro Neto (ex-PTB e atual PSDB) estava fragilizado, o que permitiu a reeleição de Paulo Câmara. Mas, segundo o parlamentar progressista, 2022 será bem diferente.

Joel citou os nomes dos prefeitos de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira (PL), e de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB). “Penso que essa oposição começa a se organizar e se fortalecer mais, e esperando o posicionamento do próprio governo federal, que tem hoje um peso muito forte a nível de Pernambuco”, pontuou.

Para Joel, a oposição precisa ter mais de uma candidatura majoritária no primeiro turno, até para não incorrer no mesmo erro de 2018. Por este motivo, ele não vê problemas para que isso aconteça. O detalhe é definir qual dos três jovens prefeitos abririam mão de seus mandatos para entrar no jogo estadual. Segundo o deputado, tanto Anderson quanto Miguel têm condições de aparecer com muita força numa disputa em segundo turno.

Um Bolsonaro no Vale

Quem passou o final de semana no Vale do São Francisco foi o deputado federal Eduardo Bolsonaro, que trouxe o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano. Eles ouviram os prefeitos de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), e da vizinha Juazeiro (BA), Suzana Ramos (PSDB), sobre as potencialidades do Vale. Eles conheceram fazendas de uva, manga e vinícolas. O deputado ainda foi à feira comer pastel com a esposa.

A cidade que chora

A cidade de Itaquitinga ainda chora a morte do prefeito Pablo Moraes, que morreu aos 38 anos, na noite do último sábado (8), vítima de um acidente de carro na PE-52. Ele dirigia seu carro, que capotou na rodovia. O acidente ocorreu na ligação entre Itaquitinga e Nazaré da Mata. O prefeito chegou a ser socorrido pelo Samu para o Hospital Regional Ermírio Coutinho, em Nazaré da Mata, mas não resistiu.

A cidade que chora II

Muita gente lamentando nas mídias sociais de Arcoverde o falecimento do ex-prefeito Giovanni Rodrigues Porto. Ele foi gestor da cidade entre os anos de 1969 e 1973. Giovani era professor de história e advogado. A prefeitura decretou luto oficial de três dias.

O escolhido

Em Gravatá, a base aliada do prefeito Padre Joselito na Câmara de Vereadores decidiu como será a nova votação para a Mesa Diretora e o candidato do grupo para a presidência da Casa Elias Torres. Após conversa que durou toda a manhã, o grupo escolheu o vereador Léo Giestosa para candidato a presidente. Teve muita conversa, mas o acordo foi selado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

3 × 3 =