Coluna da Folha: Governador acalenta prefeitos

1
Foto: reprodução

Os prefeitos do Interior pernambucano comemoraram a fala do governador Paulo Câmara (PSB) durante a  assembleia de posse da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe). O governador anunciou a liberação de R$ 19 milhões em recursos exclusivos para a Covid-19, tendo como critério de distribuição a proporcionalidade da população das cidades.

E não era sem tempo. A Covid é a preocupação maior dos gestores que assistem suas cidades, com unidades repletas, ou faltando ambulâncias, que viajaram tentando outras unidades hospitalares. Com a demora em chegar pelo governo federal, os prefeitos, em sua base, são cobrados noite e dia.

Em sua fala, o governador prometeu liberar R$ 2 per capita. “E vamos manter essa política, todo incremento que nós estamos recebendo via SUS, do governo federal, estamos buscando repassar aos municípios“, afirmou o gestor.

O recurso que o governador se refere e promete aos prefeitos tem origem no Bloco de Custeio das Ações e Serviços Públicos de Saúde, disponibilizado às ações de saúde para o enfrentamento da pandemia, fruto da portaria do Ministério da Saúde nº 3.896, de 30 de dezembro.

O que os prefeitos interioranos esperam é que esse dinheiro seja repassado o mais rápido possível para Fundo Estadual de Saúde e depois comece a chegar nos cofres dos municípios.

Quer mais

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), que participou remotamente da assembleia da Amupe, e viu que sua cidade deverá receber pouco mais de R$ 700 mil, disse que “toda ajuda é bem-vinda“, mas que a principal preocupação dos prefeitos é pela continuidade do cronograma de vacinação. Isso, segundo ele, tem que avançar urgente.

A casa de apoio

O prefeito de Serrita, no Sertão Central, Aleudo Benedito (MDB), foi até o Recife levando a secretária de Saúde, Marta Angelim, para inaugurarem a casa de apoio para pacientes em tratamento de saúde no capital. Na cidade, eram figurinha repetida as broncas pela falta dessa estrutura.

Em Palmares

O deputado estadual Antônio Coelho (DEM) foi até Palmares, na Mata Sul, onde participou da assinatura do Acordo de Cooperação Técnica para viabilizar o pagamento dos créditos de instalação a famílias assentadas no município. A parceria firmada entre a prefeitura e o Incra-PE é resultado da articulação conduzida pelo líder de Oposição junto ao órgão federal. O objetivo da iniciativa é estimular a produção local, objetivando a continuidade das atividades essenciais ao trabalhador do campo.

O indicador da oposição

Em Tabira, o vereador Eraldo Moura (REDE) tem que se explicar para a cidade. Ninguém entendeu nada, pois ele indicou duas irmãs para cargos estratégicos da gestão da prefeita Nicinha Melo (MDB), de quem fazia oposição. Ele não nega e ainda diz que a indicação foi através de contato com o vice-prefeito Marcos Crente. “Sou grato a Marcos Crente, mas reafirmou que o meu palanque é o mesmo de Flávio Marques e do ex-prefeito Sebastião Dias”. Ou seja, indicou, mas é da oposição.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

7 − um =