Coluna da Folha: Ex-prefeito de Salgueiro sofre mais um golpe e projeto de voltar a prefeitura se complica

por Carlos Britto // 21 de novembro de 2022 às 07:00

Cotado como provável candidato pela oposição, o ex-prefeito de Salgueiro, Sertão Central, Clebel Cordeiro (PL), sofreu mais um duro golpe. Agora, a Segunda Câmara do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) emitiu parecer prévio recomendando à Câmara Municipal a rejeição das contas do ex-prefeito relativas ao exercício financeiro de 2018. A decisão do colegiado foi unânime com relação ao processo (nº 19100275-6), de relatoria do conselheiro substituto Ricardo Rios.

A equipe de auditoria do TCE-PE identificou diversas falhas no cumprimento dos limites constitucionais e legais impostos aos gestores, conforme apontam o Relatório Técnico de Auditoria, documentos apresentados, a Nota Técnica de Esclarecimentos e o parecer opinativo do MPCO.

Pesou para Clebel o resultado do relatório que apontou abertura de créditos adicionais inapropriados, programação financeira e cronograma de execução mensal de desembolso deficientes, deficiência de informações acerca da dívida ativa, ineficiente controle contábil, ausência de registro de ajuste de perdas de créditos, ausência de arrecadação de créditos inscritos em dívida ativa e provisões matemáticas previdenciárias registradas incorretamente.

A Corte considerou ainda, para a tomada de decisão, que no julgamento do Processo de Gestão Fiscal de 2018 já havia sido aplicada uma multa de R$ 81.900,00 a Clebel, referente à despesa total com pessoal acima do limite previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

O ex-prefeito de Salgueiro já havia sido condenado por crimes de invasão de terras da União e furto de água de canal do Rio São Francisco.

Eleições suplementares

Uma comitiva formada pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco esteve em Catende, na Mata Sul, para tratar da realização das eleições suplementares de Maraial (na mesma região), que ocorrerão no próximo dia 27 de novembro. As autoridades também discutiram sobre o apoio logístico e reforço na segurança para a realização do pleito. As eleições suplementares são necessárias porque os prefeitos eleitos em 2020 tiveram os mandatos cassados e os recursos rejeitados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O eleito em Maraial exercerá o cargo por dois anos, até o próximo pleito municipal, em 2024.

Sem água

A falta d’água nas cidades do Interior vai se ampliando. A 1ª Vara Cível da Comarca de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste Setentrional, deferiu parcialmente pedido de antecipação de tutela provisória de urgência, determinando à Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) que garantisse, no prazo de 15 dias, o abastecimento em todo o município, de modo a cumprir fielmente o calendário divulgado. Ainda conforme a decisão, na hipótese de o fornecimento disponível não ser suficiente para cumprir o calendário de abastecimento, a Compesa deverá compensar através de caminhões-pipas, devendo a cobrança aos consumidores ser proporcional somente aos metros cúbicos de água consumidos.

O acidente do prefeito

O prefeito de São José do Belmonte (PE), no Sertão Central, Romonilson Mariano (PSB), passou por susto grande quando se envolveu num grave acidente na noite do último sábado na BR-116, que liga o município sertanejo a Jati (CE). Um ônibus com romeiros que voltavam de Juazeiro do Norte (CE) teria causado o acidente. Romonilson estava numa caminhonete, que foi parar num barranco, mas passa bem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.