Codevasf financia programas de armazenamento de água no semi-árido

por Carlos Britto // 02 de junho de 2009 às 15:45

cisterna-calcadaoDuas iniciativas voltadas para a captação e armazenamento de água em regiões com baixos índices pluviométricos estão trazendo mais qualidade de vida para milhares de pessoas do semi-árido brasileiro.

Isso acontece por meio dos programas Um Milhão de Cisternas Rurais (P1MC) e Uma Terra e Duas Águas (P1+2), ambos criados pela Articulação no Semi-árido Brasileiro (ASA) e financiados pelo Governo Federal por meio da Codevasf e do Ministério do Desenvolvimento Social.

No mês passado, uma comissão responsável por avaliar os resultados dos programas visitou duas cidades de Pernambuco para observar os impactos sociais junto à população, principalmente no tocante à segurança alimentar. 

Na zona rural dos municípios de Buíque e Arcoverde, técnicos da Codevasf acompanharam a Comissão que tem membros da ASA, do MDS e do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea).

A equipe conversou com moradores e vistoriou cisternas domésticas, barragens subterrâneas, cisternas de placa e tanques de pedra.    “As famílias estão bastante motivadas para produzirem alimentos mais saudáveis como verduras e hortaliças. Isso vai enriquecer a alimentação dessas comunidades”, observa o Chefe da Unidade de Meio Ambiente da Codevasf em Petrolina, Luiz Gonzaga Junior.

Informações e foto da 3 CM Codevasf-Petrolina 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *