Campanha de vacinação contra a gripe alcança 100% de idosos e profissionais de saúde em Petrolina

3
Foto: Jonas Santos/PMJ divulgação

Coincidência ou não, a quantidade de idosos que deixaram de ser imunizados na campanha de vacinação contra a gripe (Influenza) em Petrolina, no ano passado, não faltou neste ano. A prefeitura já garantiu a imunização de 23.457 de pessoas desse público-alvo,  do município, ultrapassando a meta estipulada pelo Ministério da Saúde – de vacinar 21.537 idosos, conforme dados do ‘Vacinômetro’, ferramenta do governo federal de monitoramento da cobertura vacinal no país.

A boa notícia também vale para os profissionais de saúde que também fazem parte do grupo prioritário desta primeira fase da campanha. De acordo com os dados, 7.885 profissionais foram vacinados, superando a meta do Ministério da Saúde, que era de imunizar 5.336 profissionais. Os dados foram alcançados na terceira semana de campanha. A meta preconizada pelo Ministério da Saúde é de vacinar, pelo menos, 90% de cada público.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) destaca que os números só foram alcançados devido a estratégias adotadas e empenho dos servidores. Este ano, além das unidades de saúde, a vacinação também foi realizada em escolas, com o objetivo de evitar aglomerações e diminuir as chances de contaminação por coronavírus no público idoso. O sistema ‘drive thru’ também foi exitoso.

Calendário

O Ministério da Saúde incluiu caminhoneiros, motoristas de transportes coletivo e trabalhadores portuários na segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, que começa nesta quinta-feira (16). As três categorias se juntam ao grupo prioritário que também contempla doentes crônicos e profissionais das forças de segurança e salvamento. Com essa alteração, os professores, tendo em vista que as aulas estão suspensas, passam a integrar o grupo prioritário da terceira e última fase, que começa dia 9 de maio, quando devem ser vacinados – além dos professores – crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes e mulheres com até 45 dias após o parto, povos indígenas, adultos de 55 a 59 anos e pessoas com deficiência.

3 COMENTÁRIOS

  1. Sobe os profissionais de saúde também não tomamos,talvez quem esteja sentir dos hospitais sim tomaram 100%,mas quem trabalha em outros setores da saúde não conseguiu tomar! Faz uma semana que tento tomar essa vacina. Hoje fui na AME da Areia Branca e da Vila Eduardo e não tem vacina!Como vai iniciar a segunda fase se durante a primeira fase não conseguimos tomar????

  2. Meus pais são idosos e, embora já tenham ido às AMEs da Areia Branca e Gercino Coelho, além do Posto de Saúde do Jardim Maravilha inúmeras vezes, ainda não conseguiram tomar a vacina. Também tentaram no sistema de Drive Thru, mas embora tenham esperado bastante tempo na fila também não conseguiram tomar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome