Cabrobó e Petrolina debatem estratégias de combate à exploração do trabalho infantil

0

Cabrobó e Petrolina discutiram esta semana, em audiências públicas, o combate ao trabalho infantil. Na primeira, o evento aconteceu ontem (22), no auditório da escola de Referência em Ensino Médio (Erem) José Caldas Cavalcanti. Representantes do governo municipal e de toda a rede de Enfrentamento ao Trabalho Infantil estiveram presentes. O evento foi realizado pela Secretaria de Assistência Social de Cabrobó.

Na ocasião, o secretário da pasta, Paulo Gonçalves do Nascimento, destacou o papel do setor público e da sociedade civil no combate à exploração do trabalho infantil, “Este momento de discussão entre a população e o poder público é fundamental para a conscientização e a participação na construção das estratégias e ações de enfrentamento do Trabalho Infantil, fortalecendo as políticas públicas tornando-as mais eficazes, concretas, dinâmicas e efetivas“, frisou.

As ações de combate à exploração têm sido intensificadas através de ações de conscientização e da busca ativa realizada em pontos estratégicos como postos de gasolina, restaurantes, mercado público, CEASA, zona rural e locais de maior incidência de trabalho infantil. A audiência pública foi conduzida pelo coordenador estadual do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) Leônidas Leal da Silva. Durante todo evento foram debatidas estratégias e ações de enfrentamento do Trabalho Infantil, onde foi construída uma agenda positiva de ações com objetivo de reduzir, cada vez mais, a incidência de Trabalho Infantil no município.

A reunião ainda contou com a participação do delegado de Polícia Civil, Elioenai Dias Santos Filho; o representante da Polícia Militar, Capitão Augusto Farias Magalhães; o presidente da CDL local, Cristiano Torres; representantes de Grêmios Estudantil, Conselho Tutelar, Secretaria de Educação, Secretaria da Mulher, Cultura, Esporte e Lazer, Secretaria de Planejamento, Conselheiros Municipais de Defesa de Direitos da Criança e do Adolescente, profissionais do SUAS, entre outros órgãos ligados à proteção social.

Petrolina

Em Petrolina, representantes da Prefeitura e de toda a rede de enfrentamento ao trabalho infantil se reuniram, na terça-feira (20,) para debater estratégias de combate a essa problemática. O assunto foi o tema principal de uma audiência pública realizada no auditório do Igeprev, onde foi construída uma agenda positiva de ações que possam reduzir, cada vez mais, o trabalho infantil na cidade. Na abertura do evento coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, a vice-prefeita, Luska Portela, destacou o papel da comunidade no combate ao crime. “O assunto é muito sério, esta exploração é muito séria e nós estamos aqui justamente para lutar contra isso. Mas, é fundamental que a comunidade participe deste combate e não seja conivente porque nossas crianças precisam de educação e de cuidado”, disse.

De acordo a coordenadora municipal das Ações Estratégicas de Combate ao Trabalho Infantil, Mara Marilac, o principal objetivo da reunião foi articular e fortalecer uma agenda intersetorial integrada de combate à exploração. “Este espaço de discussão entre a população e o poder público é fundamental para agirmos, todos juntos, contra o trabalho infantil. Aqui nós tivemos a oportunidade de elaborar propostas e assim fortalecer as  políticas públicas“, avaliou.

A audiência pública foi conduzida pelo coordenador estadual do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), Leônidas Leal, e contou ainda com a participação de representantes do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Conselho Tutelar, Vara da Infância e Juventude,  Polícia Militar, entre outros órgãos ligados à proteção social. (Fotos Cabrobó: divulgação/Petrolina: Jonas Santos).

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

11 − 6 =