29 C
Petrolina,PE
4 de junho de 2020

Carlos Britto

55976 POSTS 90 COMENTÁRIOS

Juazeiro: Empresário inaugura empreendimento e anuncia construção de condomínio no São Francisco Country Club

4

carlos alberto - chicletãoO primeiro bloco de apartamentos do condomínio Club Primavera, localizado no bairro Contry Club, em Juazeiro (BA), foi entregue ontem (2), durante um café da manhã. O empresário da construção civil, Carlos Alberto Campos, da construtora Campus 10, entregou as chaves aos proprietários dos 80 apartamentos da primeira torre do edifício.

Segundo Carlos Alberto (mais conhecido na cidade como ‘Chicletão’), que também é empreendedor no Juá Garden Shopping, a segunda torre do Condomínio Club Primavera – que está em construção ao lado da primeira torre – deve ser entregue no final de 2016. “Estamos quebrando um paradigma. Juazeiro ainda não tem a vivência de obra verticalizada. A segunda torre do Club Primavera deve ficar pronta no final de 2016”, disse o empresário, informando que 100% dos apartamentos da primeira torre foram vendidos.

Comemorando o êxito do empreendimento, ele disse que a crise econômica ainda não chegou a Juazeiro. “Essa crise ainda não chegou por aqui. Somos uma região muito forte. Em plena recessão a cidade está tendo esse potencial, com várias inaugurações importantes, como este condomínio e o Juá Garden Shopping, por exemplo, que vai ser inaugurado em novembro.

A primeira torre do empreendimento tem quatro apartamentos por andar e 13 itens de lazer – como academia, parque infantil, entre outros. São três quartos completos em cada apartamento, e os proprietários ainda terão descontos de até 38% em uma loja de móveis planejados da região.

Novos investimentos

Durante o evento, Carlos Alberto anunciou novos investimentos na cidade, como o projeto de um condomínio no São Francisco Country Club. Segundo o empresário, três torres serão construídas no local. “O clube pertence à Campus 10, juntamente com mais dois investidores de Petrolina. Três torres serão construídas no local, com 28 pavimentos e ampla estrutura. Vai ser um empreendimento inédito, o melhor da região, no qual o morador vai descer de seu apartamento e ir direto para uma ilha”, revelou, referindo-se à Ilha do Country Club.

O empresário disse, ainda, que já encaminhou um documento ao Ministério Público Federal (MPF), no qual a empresa se compromete em não desmatar a Ilha. “Eu sou um defensor do Rio São Francisco, e a ilha faz parte do rio. Eu fiz um documento e encaminhei ao MPF, me comprometendo em desmanchar as construções de alvenaria que existem na Ilha, e depois plantar árvores nativas. Nosso objetivo é melhorar o espaço”, garantiu. (foto/Rinaldo Lima)

Secretaria de Ordem Pública orienta sobre comércio e utilização de fogueiras juninas em Petrolina

2

Seguindo uma tradição nordestina, muitas famílias petrolinenses acendem fogueiras para festejar o São João, assim como rendem homenagens a São Pedro. Mas essa tradição também apresenta riscos. Por conta disso a Secretaria Municipal de Ordem Pública está passando algumas orientações sobre como proceder para utilização das fogueiras, bem como para sua comercialização.

Em vias e logradouros públicos a tradição depende de prévia autorização do órgão competente da prefeitura, a qual poderá ser obtida junto à própria Ordem Pública e Segurança Cidadã.

O secretário executivo da pasta, Jota Santos, reforça as orientações sobre a determinação de locais apropriados para comercialização da madeira. “É importante também informar que locais como praças, ciclovias, vias de circulação intensa de veículos e de pessoas, assim como nos locais muito próximos a residências, não é permitida a comercialização. Existem na cidade alguns pontos possíveis de autorização e comercialização, a exemplo da Avenida Ulisses Guimarães, nas proximidades do CAIC (Cohab Massangano), Avenida Monsenhor Ângelo Sampaio, no espaço entre a via e a murada do prédio do antigo depósito de merenda escolar, na Rua da Apolônio, na área próximo à feira livre e nas laterais da Rodovia BR-428. Esses são exemplos de locais permitidos ”, informa Santos.

Ainda seguindo recomendações da Secretaria, quem deseja comercializar esse tipo de material tem que estar atento para as questões de segurança e higiene em relação à via pública, tanto para quem reside no entorno dos locais utilizados como para quem transita pelas vias e logradouros.

Os locais ainda têm de dispor de espaço suficiente para estacionamento dos veículos de quem vai comprar o material, a fim de prevenir acidentes de trânsito. É obrigatório deixar alguém responsável pela madeira nos locais de venda. Já quanto aos adeptos dessa tradição junina, estes devem seguir alerta para evitar acidentes, bem como evitar fogueiras nas vias pavimentadas com asfalto, pois o fogo pode destruir o material asfáltico, deixando a ruas danificadas. (fonte: Ascom PMP)

Com ajuda de oposicionistas, reforma administrativa proposta por Lossio é aprovada na Casa Plínio Amorim

1

reforma administrativa projeto casa plinio amorimApesar dos discursos ásperos da oposição, os vereadores da base aliada conseguiram emplacar na sessão plenária desta quinta-feira (27), na Casa Plínio Amorim, um projeto de reforma administrativa enviado pelo prefeito de Petrolina, Julio Lossio (PMDB) – e com a colaboração de alguns vereadores oposicionistas.

A proposta, que permite a criação de 21 cargos e oito funções gratificadas na administração municipal, gerou polêmica na Casa.

O principal questionamento, feito sobretudo pelo líder oposicionista Ronaldo Cancão (PSL), e seus colegas José Batista da Gama (PDT) e Ibamar Fernandes (PRTB), foi de que o projeto traria um ônus desnecessário aos cofres públicos da prefeitura, justamente no momento em que o país está afundado numa grave crise econômica.

Uma das que votaram favorável à proposta, Cristina Costa (PT) chegou a sugerir a Cancão que ele suprimisse de sua emenda dois cargos de superintendente contidos no projeto, por entender que o líder oposicionista confundiu cargo com função gratificada, e assim ela votaria pela emenda. Mas Cancão não foi demovido da ideia e manteve seu posicionamento.

No final, votaram contra a proposta – além do líder da oposição – os vereadores Zé Batista da Gama, Zenildo do Alto do Cocar (PSB), Ibamar Fernandes (PRTB), Maria Elena (PSB) e Betão; a favor votaram Cristina Costa (PT), Geraldo da Acerola (PT), Elias Jardim (PP), Manoel da Acosap (PHS), Elismar Gonçalves (PMDB), Ronaldo Silva (PSDB), Ailton Guimarães (PMDB), Paraíba (PMDB), Alvorlande Cruz (PRTB) e Dr.Pérsio (PMDB). Edilsão do Trânsito (PSL) não se encontrava presente no momento da votação.

Pipeiros continuam infringindo a lei e abastecendo na Orla de Petrolina

3

caminhão-pipa abastecendoUma cena rotineira em Petrolina parece não ter fim. A população reclama, denuncia e as autoridades parecem fechar os olhos para as irregularidades. Frequentemente pipeiros são vistos abastecendo seus caminhões no Rio São Francisco, na Orla da cidade. A foto acima foi enviada ao Blog por um leitor.

A prática é vetada pelos órgãos ambientais e quem desobedecer à recomendação fica sujeito a sanções, conforme Lei Municipal 850/99, que prevê, em seu artigo 2º, penalidades para os responsáveis que utilizarem o Rio São Francisco para abastecimento ou lavagem de veículos.

A partir do momento que o caminhão-pipa entra para abastecer, ele pode estar poluindo o rio, tendo em vista que o óleo e sujeiras do veículo podem ser lançados no meio ambiente. Portanto, caracteriza-se como crime ambiental.

Quem verificar carros-pipa retirando a água do rio ou carros sendo lavados às margens, deve ligar de imediato para a Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA), através dos telefones (87) 3866-2779 e (87) 3861-4382, ou a Ordem Pública pelos números 3864-9018 e 3864-9020.