Artigo do leitor: “TV digital e TV analógica”

0

Neste artigo, o técnico em eletrônica e informática, Edilberto Leal, esmiúça para os leitores ainda não esclarecidos sobre o assunto a diferença – ou diferenças – entre TV analógica e digital.

Confiram:

Vou tentar explicar de forma simples sobre TV analógica e digital. Detalhe: a transmissão pode ser digital, sem que seja em alta definição. Em dezembro deste ano o sinal analógico vai deixar de ser transmitido para nosso munícipio, conforme anuncia uma emissora específica. É só TV local, o sinal da parabólica via satélite continua.

As lojas da região anunciam a venda de TV LCD digital com “conversor digital”. Errado! Estes aparelhos já saem de fábrica com seletor de canal na faixa de UHF digital HDTV (High Definition Television), que significa televisão de alta definição. Portanto, é necessário possuir uma antena externa para sintonizar os canais em HDTV disponíveis no momento. A tendência é que em breve outras emissoras de TV transmitam em alta definição para nossa região.

Quanto à doação de conversores digitais pelo governo, se justifica pela pressa em liberar a faixa de frequência usada na transmissão da TV analógica VHF (700 MHz e 2500 MHZ). É que o governo pretende vender urgente essa faixa para operadoras de telefonia celular 4G.

A resolução da TV analógica é de, no máximo, 480×360 pixels em média. A da TV digital começa em 704×480 pixels, conhecida por SDTV (Standart Digital Television), e chega a 1.920×1.080 pixels. O formato HDTV ou Full HD é quase dez vezes mais nítido que o analógico.

É bom frisar que a expansão do sinal HDTV, que é local, depende do interesse comercial das emissoras em cada munícipio. O custo é alto por necessitar de antenas retransmissoras, como na telefonia celular. Hoje o governo anuncia que mais de 50% do País já desfruta do sinal HDTV. É que nas pesquisas eles levam em conta apenas as capitais com maior concentração de pessoas. 

Edilberto Leal/Técnico em Eletrônica e Informática

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome