Artigo do leitor: “Sintomas, fatores de risco, diagnóstico, tratamento, prevenção do Glaucoma”

4

Anualmente o 26 de maio é marcado pelo Dia Nacional de Combate ao Glaucoma. Considerada uma doença que age de forma ‘silenciosa’ na grande maioria dos casos, a maior arma contra o glaucoma ainda é a prevenção. É o que afirma, neste artigo enviado ao Blog, o médico Dr.Moacyr Domingues Neto. Ele é oftalmologista do Instituto de Olhos e atende pela Unimed Vale do São Francisco.

Confiram:

Anualmente, no dia 26 de maio, é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Glaucoma, sendo um dos principais objetivos conscientizar a população acerca da importância do diagnóstico precoce dessa doença, que é considerada a maior causa de cegueira irreversível no mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

O glaucoma é uma neuropatia óptica crônica, caracterizada por perda de campo visual e lesão do nervo óptico, ocasionada por uma alteração na produção e/ou na drenagem do líquido denominado humor aquoso que se localiza no interior dos olhos, o que faz aumentar a pressão no olho e danifica inicialmente o nervo óptico, podendo levar a cegueira.

Em 80% dos casos, o glaucoma age de forma silenciosa, não possui sintomas, causando danos ao longo do tempo, podendo chegar a perda da visão. Por isso é importante o diagnóstico precoce, uma vez que quanto mais cedo ele ocorrer, maiores são as chances de evitar a perda total da visão. Com efeito, para ser detectado, é preciso prevenir. O diagnóstico é feito a partir de procedimentos oftalmológicos, como o exame do fundo do olho, a medida da pressão intraocular e o exame de campo visual.

Os fatores de risco que favorecem o aparecimento da doença são idade avançada, hipertensão arterial, miopia elevada, raça negra e hereditariedade.

O glaucoma não tem cura, sendo o seu principal tratamento o clínico, através de prescrição de colírios para controle de pressão ocular, tratamentos a laser ou até mesmo cirurgia, dependendo do caso, a serem prescritos por profissional habilitado.

Sendo uma doença que afeta diretamente a qualidade de vida das pessoas, no Dia Nacional de Combate ao Glaucoma faz-se de suma importância aconselhá-las a fazer exames oftalmológicos periódicos, com a finalidade de detectar sinais prematuros, de modo a evitar danos sérios e irreversíveis.

Dr.Moacyr Domingues Neto (CRM-PE 16514)/ Médico oftalmologista do Instituto de Olhos do Vale do São Francisco – Unimed Vale do São Francisco

4 COMENTÁRIOS

  1. A consulta mais mal paga é a com oftalmologista, pois na verdade são mesmo é “oculista”, coisa que qualquer balconista de ótica com aquele aparelho sabe fazer.
    Em nenhuma consulta o paciente é orientado ao que deve fazer ou seguir algum tratamento e melhorar seu sintoma ou problema, só sabem passar para se usar óculos de grau e assim você vai de criança até ficar adulto, só trocando de óculos e grau do mesmo.

  2. Parabéns Dr Moacir pelo trabalho que tem feito como oftalmologista e esses trabalhos voluntários que tem feito para a população de Petrolina. Varias campanha vcs tem feito pra a nossa gente parabenizando a todos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome