Artigo do leitor: “O que se constrói com mentira, até na política desmorona”

1

Neste artigo, um leitor (que preferiu não se identificar) faz um desabafo sobre os personagens do cenário político de Juazeiro (BA) e critica a forma que muitos políticos lidam com a confiança do eleitor na cidade baiana.

Confiram:

Por que um político eleito pelo voto de confiança de um povo quer construir sua carreira em cima de mentiras? Juazeiro não é uma terra de ignorantes, de manipulados ou de seres desprovidos de inteligência.

Um “cinema” produzido com um monólogo pautado no cinismo não convence um gigante que acordou. Juazeirenses que provaram que cansaram desse palco de atores com excesso de maquiagem para camuflar a falta de talento, de força para o trabalho, de transparência.

Adeptos a mentiras deslavadas, a leviandade, prestam um desserviço ao povo. Esses merecem desaparecer da política que se constrói com ações para melhorar a vida das pessoas. Não por favor, mas pela obrigação de quem recebeu de uma gente honesta, uma oportunidade de fazer por Juazeiro o seu melhor. O melhor é se travestir de denunciante, de paladino da moralidade, encenar mentiras e ser desmascarado em seu caráter limitado? O povo se ainda não percebeu, vai perceber que não.

Tentar fazer política suja, sem credibilidade, pode até ter algum efeito numa campanha eleitoral cheia de subterfúgios. Mas depois que o palanque é desmontado, o que tem força é o trabalho com resultados para melhorar a vida das pessoas.

Que o político que hoje mente achando que está se promovendo, que a vida ainda lhes dê a chance de um recomeço digno e com o perdão daqueles que lhe confiaram um mandato para o bem e estão sendo traídos.

Em palavras que nunca passam, possamos perceber a verdade: “Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira” (Jo 8:44).

A definição de mentira pelo censo comum a coloca como contrária a verdade, fraude, ilusão; ou seja, uma junção de atributos negativos e prejudiciais. Que o povo de Juazeiro aperte a tecla de deletar dos mentirosos e esvazie a lixeira dos que querem viver e se perpetuar na política desleal.

Reflexão de um juazeirense que defende a verdade

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

dezesseis − 2 =