Artigo do leitor: “As produções de eventos no Vale do São Francisco e os verdadeiros canibais”

2

downloadAs reclamações por conta da realização de festas no Vale do São Francisco há muito tempo entraram no centro de uma polêmica, seja pelo som abusivo ou apelo sexual apontado em alguns eventos. Mas agora o foco é outro: os próprios produtores desses eventos. Por meio de um artigo enviado ao Blog, o leitor Marcos Luz criticou a concorrência acirrada entre os profissionais da área, que segundo ele, digladiam-se como leões.

Acompanhem:

Primeiramente gostaria de começar esse texto perguntando até onde vai a falta de ética dos profissionais do setor de entretenimento da região? Mais especificamente os produtores de festas, vemos aqui uma constante falta de consideração pelo outro profissional, que antes de tudo é seu colega de profissão, enfrenta as mesmas dificuldades matando praticamente um leão por dia, torcendo para que a festa saia a contento, que a grade de atrações possa agradar o público ou que qualquer outro problema não venha afetar o bom andamento do evento.

Porém, contudo, entretanto e todavia, vemos que isso pouco importa aqui, onde o leão mata o outro e ainda por fim saboreia sua carne como verdadeiros canibais; há pouco tempo foi descoberta uma suposta última tribo canibal no mundo situada em Papua-Nova Guiné, a tribo Korowai. Porém vejo que estavam enganados. Existe outra aqui no Vale do São Francisco, a tribo “Produtores”.

Partindo agora para o que realmente quero dizer com esse texto e como cliente dessa rara tribo é que observei há uns dois meses uma produtora recuando e transferindo a data do seu evento por uma possível disputa de público que acabaria acontecendo, caso a data permanecesse a mesma. Com isso uma nova data foi marcada, até então sem nenhum empecilho quanto a isso.

Aí quando abro o Face, há alguns dias, vejo uma festa nova de grandes proporções anunciada pela mesma concorrente da data anterior e com pouco mais de sete dias de diferença. Aí te pergunto: será coincidência? ou apenas a simples vontade de demonstrar algum tipo de superioridade perante o outro? ou será mesmo que nos tornamos a segunda tribo antropófaga que ainda resta no mundo? Fica aqui minha pergunta, obrigado.

Marcos Luz/Leitor

2 COMENTÁRIOS

  1. Existe também uma tribo que se chama livre concorrência, em que mundo você vive? Ninguém tem que parar o bonde pra que o outro suba não, use a criatividade inove, faça carreira e suba no bonde e se não tiver competência não se estabeleça!

  2. Eu não consegui ver o tal canibalismo. Vi somente concorrência, que há em qualquer meio. Também tenho uma empresa e perco clientes para a concorrência, mas nem por isso fico chamando-os de canibais. Acho isso normal. Perco uns, ganho outros e a vida segue. Sinceramente, não entendi o porquê deste espaço no blog para uma questão dessas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome